Covid: comércio em Muriaé e cidades da região deverá voltar a ser restrito com Onda Amarela

Após a macrorregião Sudeste voltar na última quinta-feira para a Onda Amarela, agora o Governo de Minas, através do programa Minas Consciente, determinou que a micorregião de Muriaé também acompanhe a macrorregião, a qual está inserida, e também retorne para a Onda Amarela.

A Onda Amarela é bem mais retrtiva quanto ao funcionamento dos estabelecimentos comerciais e atividades econômicas, restrigindo principalmente o funcionamente de bares, lojas, lojas e clubes.

A medida vale para Muriaé e para os demais municípios inclusos na microrregião:

Antônio Prado de Minas
Barão do Monte Alto
Eugenópolis
Miradouro
Miraí
Muriaé
Patrocínio do Muriaé
Rosário da Limeira
São Francisco do Glória
São Sebastião da Vargem Alegre
Vieiras

O anúncio foi feito durante deliberação do Comitê Extraordinário Covid-19, nesta quarta-feira (25), que constatou o aumento de 50% da incidência da covid-19 nos últimos 14 dias no estado. Já considerando os últimos sete dias, a taxa subiu 17%. Em Muriaé, a taxa de ocupação de leitos está em 72%.

O que estabelece a Onda Amarela

– Bares (consumo no local);
– Autoescolas e cursos de pilotagem;
– Salões de beleza e atividades de estética;
– Comércio de eletrodomésticos e equipamentos de áudio e vídeo;

– Papelarias, lojas de livros, discos e revistas;
– Lojas de roupas, bijuterias, joias, calçados, e artigos de viagem;
– Comércio de itens de cama, mesa e banho;
– Lojas de móveis e lustres;
– Imobiliárias;

– Lojas de departamento e duty free;
– Lojas de brinquedos;
– Academias (com restrições);
– Agências de viagem;
– Clubes.

A mudança do comércio em Muriaé e nas cidades da região ainda depende de deliberações das respectivas prefeituras.

Monitoramento

De acordo com o secretário de Estado de Saúde, o médico Carlos Eduardo Amaral, o Governo de Minas monitora 24 horas o comportamento da pandemia em todas as regiões, cabendo ao Comitê deliberar o avanço ou regressão das macrorregiões que compõem o estado.

“A vigilância em relação aos diferentes cenários em Minas é permanente. Novas alterações podem ser anunciadas a qualquer momento”, afirmou.

O secretário aproveitou para enfatizar sobre a necessidade de manter os cuidados básicos de prevenção à doença. “Ainda precisamos manter o distanciamento, uso de máscaras e higienização das mãos, conforme orientação desde o início da pandemia”, alertou.

Balanço

Até o momento, 657 cidades mineiras aderiram ao plano Minas Consciente, impactando 13,4 milhões de pessoas. Neste contexto, 537 cidades do estado com menos de 30 mil habitantes registraram incidência da covid-19 abaixo de 50 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

Boletim em Muriaé

O boletim desta quinta-feira trouxe o registro de mais duas mortes provocadas pela covid-19 em Muriaé.

MORADORES DE MURIAÉ

Total de confirmações: 3.912 (em relação ao boletim anterior: +16)
Pacientes ativos: 116 (em relação ao boletim anterior: -10)
Pacientes curados: 3.705 (em relação ao boletim anterior: +25)
Óbitos: 91 (em relação ao boletim anterior: +01)
Em investigação (com exame): 275
Em monitoramento (sem exame): 314
Negativos: 5.639

MORADORES DE OUTRAS CIDADES ATENDIDOS EM MURIAÉ (estes números entram nas estatísticas das cidades de origem de cada paciente; a divulgação ocorre apenas a título de informação e transparência)

Total de confirmações: 378 (em relação ao boletim anterior: +01)
Pacientes ativos: 31 (em relação ao boletim anterior: sem alteração)
Pacientes curados: 280 (em relação ao boletim anterior: sem alteração)
Óbitos: 67 (em relação ao boletim anterior: +02)
Em investigação (com exame): 23
Em monitoramento (sem exame): 03
Negativos: 680

Fonte: Guia Muriaé, com informações da Agência Minas


Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo