Morte em São Paulo provoca corrida por vacinação contra sarampo em MG

A confirmação da primeira morte por sarampo no país tem aumentado a corrida aos postos de saúde pela vacina.

As secretarias de Saúde de todos os estados começaram a receber esta semana as doses extras da vacina tríplice viral.

O objetivo é garantir a imunização extra contra o sarampo em todas as crianças de seis meses a 11 meses e 29 dias. De acordo com o Ministério da Saúde, 1,6 milhão de doses estão sendo distribuídas.

Desse total, 960 mil e 907 doses foram enviadas para os 13 estados que estão em situação de surto ativo de sarampo. O estado de São Paulo, que concentra 99% dos casos e registra uma morte pela doença este ano, recebeu o maior número de doses (56%).

– A vítima foi um homem de 42 anos, que não tinha recebido nenhuma dose da vacina ao longo da vida, e tinha histórico de comorbidade, ou seja, com um quadro de várias doenças. Nessa faixa etária, a pessoa deve ter pelo menos uma dose da vacina – informou o ministério.

Em Muriaé, a Prefeitura Municipal intensificou a vacinação contra o sarampo. A aplicação da tríplice viral, que previne sarampo, caxumba e rubéola, está acontecendo de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30min, nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) da cidade e distritos.

O sarampo é uma doença contagiosa que tem como primeiros sintomas febre alta, mal-estar, coriza, conjuntivite e tosse. Nos dias seguintes, o paciente evolui para o aparecimento de manchas vermelhas pelo corpo. A doença pode evoluir também para o quadro mais grave, com o surgimento de uma pneumonia viral e até encefalite.

Fonte: Guia Muriaé, com informações da Agência Brasil e Prefeitura de Muriaé


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo