Home / Notícias / Saúde e Bem-Estar / Saiba qual é a quantidade de água recomendada para evitar a desidratação

Saiba qual é a quantidade de água recomendada para evitar a desidratação

A dona de casa, Maria das Mercês, vive em Brasília, cidade onde a umidade do ar é baixa durante um longo período do ano. Maria acredita que bebe água suficiente para evitar a desidratação. “Eu não bebo nem muita e nem pouca. Eu estou no meio termo. Eu não tomo mais por falta de tempo. E é meio termo, porque eu sei o benefício que a água traz para a saúde de qualquer pessoa. É importante porque se eu tomar mais água mais saúde eu vou ter. É uma questão de saúde.”

De acordo com o Guia Alimentar da População Brasileira, do Ministério da Saúde, a quantidade de água que precisamos ingerir diariamente é variável, pois depende de alguns fatores, como a idade e o peso da pessoa, a atividade física que ela realiza e o clima e a temperatura do ambiente onde ela vive. O coordenador-geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, Eduardo Nilson, recomenda a ingestão de no mínimo dois litros de água. “Sempre ter o cuidado especial para a ingestão de água, rotineiramente, de acordo com o que o seu corpo pede, prestando muita atenção em relação a isso. É claro que vem a água através dos alimentos, pela ingestão de outros líquidos. Mas, que a fonte preferencial de ingestão de líquido é a própria água. As recomendações mais comuns são o mínimo de dois litros de água, por exemplo, mas podem ir até quatro dependendo no caso de esportistas.”




O coordenador-geral de Alimentação e Nutrição, Eduardo Nilson, explica ainda que os sucos e chás possuem grandes proporções de água. Porém, devem ser observados se essas bebidas estão repletas de açúcares ou outros aditivos que fazem mal para a saúde.”A ingestão de líquidos, ela vem na forma de sucos ou nos próprios alimentos. Também contribui, mas o que o próprio guia preconiza é que a principal forma de hidratação ela deve ser a própria água mesmo e principalmente considerando que dependendo da preparação que se tem, por exemplo, em sucos, chás, cafés ou outras formas que tem a ingestão de líquidos, inclusive vem com outros alimentos indesejáveis, como o açúcar junto.”

Segundo o coordenador-geral de Alimentação e Nutrição, Eduardo Nilson, a falta de água no corpo atrapalha o funcionamento de importantes órgãos do corpo humano, como o coração e os rins, podendo levar até a morte. Quem sentir sede, elevação da frequência cardíaca, baixa na pressão arterial e dores musculares, deve beber água ou outros líquidos como o suco. Se não adiantar, procure uma unidade de saúde mais próxima.

Fonte: Victor Maciel / Agência Saúde




Confira também

Centro de Saúde da Mulher e da Criança passa a oferecer testes do Pezinho e da Orelhinha

O Centro de Saúde da Mulher e da Criança está oferecendo dois importantes exames para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *