Verminoses, Tétano e Toxoplasmose

Os hábitos de higiene são fundamentais para a prevenção de doenças que podem abrigar-se em órgãos, como o intestino, fígado, pulmões, cérebro e até mesmo os olhos. O saneamento básico é indispensável para evitar a transmissão de protozoários, vermes e bactérias. Pequenos cuidados como lavar as mãos com frequência, lavar os alimentos e beber água filtrada colaboram bastante no combate destas doenças.

O Guia Alimentar para a População Brasileira, lançado em novembro deste ano, informa como preparar os alimentos com qualidade higiênico-sanitária, que vai desde a manipulação até o preparo. Alguns destes cuidados devem ser tomados a fim de reduzir os riscos de contaminação, como lavar as mãos antes de manipular os alimentos e evitar tossir ou espirrar sobre eles, evitar consumir carnes e ovos crus, higienizar frutas, verduras e legumes em água corrente e colocá-los em solução de hipoclorito de sódio, além de manter os alimentos protegidos em embalagens ou recipientes.

Você pode acessar a versão completa do Guia Alimentar para a População Brasileira aqui.

Relembre as publicações do Blog da Saúde sobre Verminoses, Tétano e Toxoplasmose e previna-se!

Verminoses

Verminoses é um grupo de doenças causadas por vermes parasitas que se instalam no organismo. Causadas especialmente pela falta de saneamento básico e hábitos de higiene, os vermes geralmente se alojam nos intestinos, mas podem abrigar-se também em órgãos, como o fígado, pulmões e cérebro.

Tétano – A vacina como forma de prevenção

O tétano é uma doença infecciosa aguda não contagiosa e que deve ser prevenida. É causada pela fixação no sistema nervoso de exotoxinas do Clostridium tetani, distribuídos na terra, água, poeira, bem como na superfície de animais, vegetais e objetos inanimados. O tétano pode ser adquirido de forma acidental e há, ainda, o Tétano Neonatal, que acomete recém-nascidos.

Toxoplasmose

Toxoplasmose, popularmente conhecida como doença do gato, é transmitida aos seres humanos através das fezes de diversos animais contaminados pelo agente transmissor, um tipo de protozoário. Vários bichos domesticados e de produção podem ser transmissores, os mais conhecidos são os gatos, mas a lista inclui suínos, caprinos, aves, animais silvestres, e a maioria dos vertebrados terrestres homeotérmicos (bovinos, suínos, cabras, etc).

Fonte: Blog da Saúde


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Experimentoe o Novo Livre