Polícia Civil anuncia concurso com 119 vagas para Escrivão



A Chefia da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) foi comunicada oficialmente na última sexta-feira (2) da autorização da Câmara de Orçamento e Finanças (COF) para realizar concurso com 119 cargos para Escrivão de Polícia. Devido à Lei de Responsabilidade Fiscal, a qual o Governo do Estado está submetido, todos os pleitos relativos às criações de novos cargos têm que ser analisados pela COF, o que foi pleiteado e autorizado.

A partir de agora, os trâmites necessários para a elaboração do edital do concurso serão iniciados e, o mais breve possível, publicado. De acordo com o Chefe da Polícia Civil, Delegado-Geral João Octacílio Silva Neto, este é um ganho não só para a instituição como também para a sociedade mineira. “Estamos tendo grandes avanços na PCMG, inclusive na ampliação em nosso quadro de pessoal. Sabemos das dificuldades financeiras do Estado, mas o Governo de Minas está efetivamente investindo na segurança pública”, afirmou.




Escrivão de Polícia

Escrivão de Polícia é um dos agentes da Autoridade Policial, responsável por conferir legitimidade às atribuições de polícia judiciária no esclarecimento de crimes e demais ocorrências.

É um engano comum confundi-lo com a figura do “escrevente ou oficial administrativo”, que trata-se de cargos – não policiais – puramente cartorários.

Nas palavras do então Delegado Geral de Polícia, Marcos Carneiro Lima: “Somos todos investigadores. A atribuição de cada Polícial Civil é elucidar crimes. Escrivão é o investigador que formaliza o ato”.

O Escrivão de Polícia é um cargo extremamente importante dentro do quadro policial civil, compondo as equipes que agem lado a lado com os Delegados e demais agentes.

Fonte: PCMG / Wikipédia

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.