Bancários de Muriaé entram em greve por tempo indeterminado



O Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários Muriaé e Região (SEEB) realizou assembleia na noite desta quarta-feira (19) e ficou decidido que os bancários da cidade irão aderir a greve nacional que começou na última segunda-feira (17). Na última paralisação da categoria em Muriaé, no ano passado, os bancários ficaram 21 dias parados.

A partir de hoje, as seis agências bancárias da cidade, excluindo o SICOOB que não é uma instituição financeira convencional, estarão apenas com os caixas-eletrônicos e auto-atendimento funcionando.

Com a greve dos bancos, as casas lotéricas devem ficar sobrecarregadas, já que absorvem pagamentos e fazem alguns saques. Em algumas lotéricas também é possível receber salários, como PIS, além de realizar depósitos.

Entenda a greve

Os bancários consideraram insuficiente a proposta apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (FENABAN) de reajuste de 6%. Os trabalhadores querem 5% de aumento real, o que significa 10,25% de reajuste salarial. A categoria quer ainda maior participação nos lucros e resultados e revisão do piso salarial para R$ 2,4 mil.

Fonte: Guia Muriaé

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.