Estudantes muriaenses fazem campanha na internet para participar de competição na Índia



Um grupo de estudantes muriaenses corre contra o tempo para representar o Brasil na quarta edição do International Youth Convention on Commerce & Economics, entre os dias 28 e 31 de outubro, na índia. Apesar de terem conquistado a vaga, eles precisam arcar com todos os custos da viagem, que totalizam cerca de R$ 65 mil. Para isso, lançaram uma campanha na internet em busca desses recursos.

Os seis alunos conseguiram a vaga ao ganharem medalha de ouro na Olimpíada Internacional “Matemática Sem Fronteiras”, em abril deste ano. “Somos um grupo de estudantes que está terminando a educação básica e vemos nessa oportunidade a chance de expandir nossos conhecimentos e adquirir boas experiências, além de representarmos o Brasil”, disseram.

Resultado da mobilização, uma escola de idiomas de Muriaé prepara os estudantes para que consigam se comunicar por meio do inglês. Outras pessoas interessadas em ajudar podem acessar o site www.vakinha.com.br e digitar na busca “Competição Internacional na índia”. O contato pode ainda ser feito por meio do telefone (32) 3722-7334.

A comissão que pretende ir à Índia é formada pelos alunos Alice Vaz Oliveira Elisa dos Santos Silva, Isadora Vitória da Silva, Lariça Maria de Freitas, Maria Augusta dos Santos Pereira e Patrick Borges de Paula; bem como por mais dois professores responsáveis.

A competição

A International Youth Convention on Commerce & Economics é a mais importante competição do mundo para estudantes da educação básica voltada para a economia, o empreendedorismo, a gestão de negócios e o marketing. A disputa se inspira no relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI (Relatório Delors), que propõe que a Educação neste século deve se basear em quatro pilares: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a viver juntos e aprender a ser.

Fonte: Magno Lopes

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.