Deputados muriaeenses estão em Brasília para votação da denúncia contra Michel Temer



Os deputados federais Misael Varella e Renzo Braz estão nesta quarta-feira (2) em Brasília para votar a admissibilidade da denúncia contra o presidente Michel Temer. Com base nas delações de executivos do grupo J&F, que controla a JBS, Temer foi denunciado em junho ao Supremo Tribunal Federal pela Procuradoria-Geral da República por corrupção passiva. O STF só poderá analisar a denúncia, porém, se a Câmara autorizar.

As discussões na Câmara dos Deputados começaram no início da manhã de hoje. Os trabalhos devem se estender por todo o dia. A votação só pode começar com a presença de 342 parlamentares. A votação será por chamada nominal, começando pelos deputados de um estado da Região Norte e, em seguida, os deputados de um estado da Região Sul. Os deputados terão 15 segundos para expor os argumentos e voto.

O Guia Muriaé entrou em contato com assessores dos deputados muriaeenses, porém eles não deram detalhes sobre o posicionamento dos parlamentares sobre o assunto. O DEM, de Misael Varella, considerado um dos principais partidos da base aliada do governo, chega ao dia da denúncia sem decidir formalmente sobre o tema. Já o PP, de Renzo Braz, foi o primeiro partido a decidir punir quem votar a favor da denúncia contra Temer.

Fonte: Guia Muriaé, com informações da Agência Brasil

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.