CBA afirma que barragens em Miraí e Itamarati de Minas são diferentes de Brumadinho

A tragédia de Brumadinho, que chegou a 60 mortos após o rompimento de uma barragem da mineradora Vale, voltou a preocupar moradores da Zona da Mata mineira, em especial de Miraí e Itamarati de Minas, onde a CBA (Companhia Brasileira de Alumínio) mantém barragens.

Em nota, a empresa falou sobre a situação das barragens na região, amenizando o fato e afirmando que as barragens têm engenharia bem diferente de Brumadinho e que são auditadas por uma empresa independente especializada e reconhecida internacionalmente.

Confira a nota da CBA na íntegra:

A CBA esclarece que possui um sistema robusto de gestão de segurança que garante a integridade física de suas barragens. Esse sistema contempla monitoramentos diários, semanais e mensais, que são enviados aos órgãos fiscalizadores de acordo com a legislação. Além do monitoramento interno, as barragens são auditadas mensalmente por uma empresa independente especializada e de competência reconhecida internacionalmente.

Em termos de engenharia, a estrutura das barragens de Miraí e Itamarati de Minas não guardam similaridade com barragens que utilizam o próprio rejeito na sua construção.

A CBA lamenta, ainda, profundamente o ocorrido no último dia 25, em virtude do rompimento da barragem em Brumadinho (MG) e se solidariza, com extremo pesar, com todos aqueles que tiveram suas vidas de alguma forma impactada com o fato.

Defesa Civil de Muriaé já visitou barragem em Miraí

Em agosto de 2018, a Defesa Civil de Muriaé visitou a barragem em Miraí a fim de conhecer seu funcionamento e seu sistema de segurança, além do Plano de Ajuda Emergencial (PAE), que conjuga ações entre a empresa mineradora e as COMPDECs de abrangência.

Entre os representantes de Muriaé, estava o coordenador da Defesa Civil de Muriaé, Leandro Henriques Cunha. Também participaram da visita a Defesa Civil de Miraí, além de vereadores e secretários daquele município.

Fonte: Guia Muriaé


4 Comentários

  1. E quanto a de Pirapanema ? Como está ? Se ocorrer uma tragédia onde será afetado ? Queremos respostas. Como fica o Rio Preto e Muriaé nessa ? Falem também de como está a prevenção . Correr pra onde ??? Como ???? Muitas dúvidas e pouco esclarecimento .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo