Home / Notícias / Cidade / CONDESC será extinto no fim do ano

CONDESC será extinto no fim do ano




Assembléia Geral Ordinária e Extraordinária, realizada no dia 19 de novembro, tratou da extinção CONDESC – Conselho de Desenvolvimento Econômico, Social e Cultural de Muriaé e Região. Membros do conselho decidiram por unanimidade de votos aprovar a extinção da associação, com fim das atividades da entidade em 31 de dezembro de 2012.

O convênio de custeio entre a instituição e a Prefeitura de Muriaé será revogado. O patrimônio da associação será transferido, logo após sua extinção, ao Centro de Desenvolvimento Econômico, Social e Cultural de Muriaé e Região.

Veja a ata completa da assembléia:

http://2.bp.blogspot.com/-cgdgXIQ9CgQ/UMBYXPCQ0YI/AAAAAAAAA7I/eDSnrgOP0Uc/s1600/Ata+extin%C3%A7%C3%A3o+CONDESC.jpg

Inquérito civil público

Em 17 de julho, o Ministério Público de Minas Gerais, através da 7ª Promotoria de Justiça de Muriaé, havia instaurado um inquérito civil público, em que, de acordo com os autos, “questionava o regular funcionamento e gestão de recursos por parte do CONDESC – Conselho de Desenvolvimento Econômico, Social e Cultural de Muriaé e Região“.

Fonte: Guia Muriaé, com informações do Rio Nosso

Confira também

UNIFAMINAS abre nova vaga de emprego

O Centro Universitário UNIFAMINAS divulgou uma nova oportunidade de emprego. Publicações relacionadasInquérito civil público questiona …

2 comentários

  1. Vardiero Moreira Alves

    É a mistureba do público e privado em Muriaé. O dinheiro entra pelo público e sai pela privada, quer dizer, privado.

  2. JOSE ANACLETO DE FARIA

    De acordo com o art. 167 da Lei Orgânica de Muriaé, o Município deve manter um “CONSELHO MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO que terá por objetivo estimular e orientar a produção, a expressão do mercado de trabalho, o desenvolvimento tecnológico do Município, a racionalização e a coordenação das ações do Governo Municipal e o incremento das atividades produtivas, bem como defender os interesses do povo através da política de defesa do consumidor, e promover a justiça e solidariedade social”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *