Home / Notícias / Cidade / Copa do Mundo: bares de Muriaé têm até 4 de junho para requerer alvará

Copa do Mundo: bares de Muriaé têm até 4 de junho para requerer alvará

Proprietários de bares e restaurantes que pretendam utilizar áreas públicas para concentração de torcedores durante a Copa do Mundo deverão requerer Alvará de Atividade Eventual (AAE) até o dia 4 de junho.

A medida, planejada pela Prefeitura em parceria com o Ministério Público (Promotoria da Infância e da Juventude), Corpo de Bombeiros e as polícias Civil e Militar, tem o objetivo de organizar o trânsito e garantir segurança para os muriaeenses, principalmente em dias de jogos do Brasil. Os estabelecimentos que não cumprirem a norma ficarão sujeitos a cobrança posterior e inclusão dos débitos na Dívida Ativa.




O primeiro passo é protocolar o pedido no setor de Cadastro Econômico da Prefeitura, localizado no térreo do Centro Administrativo. Na solicitação (cuja taxa é de R$15,38), o requerente deverá, com base na tabela do Mundial, citar as datas e os horários para os quais deseja obter o AAE, bem como informar o endereço para a concentração de torcedores.

Após a avaliação do local e a emissão do parecer positivo, será concedido o alvará especial mediante pagamento de R$51,25 por dia de evento. O responsável também deverá arcar com a taxa de limpeza exigida pelo Demsur, cujo valor é variável de acordo com o espaço utilizado e o número de participantes. Vale destacar que despesas extras, como contratação de segurança particular, são de responsabilidade dos estabelecimentos e não estão incluídas na licença especial.

As solicitações deverão ser feitas com todas as datas previstas para utilização de espaços urbanos até o fim da Copa do Mundo – no entanto, como quatro das sete partidas possíveis do Brasil dependem dos resultados no campo, a quitação para liberação dos alvarás poderá ser feita à medida em que a Seleção avançar no torneio.

– Outra possibilidade é o requerente efetuar o pagamento total, já considerando uma possível classificação à final, e pedir restituição das taxas referentes às datas não utilizadas, se for o caso. Mas sempre com a devida comprovação de que não ocorreu a ocupação de áreas públicas naquelas ocasiões – explica a fiscal fazendária da Prefeitura, Jeanne Batista.

Mais informações: (32) 3696-3417.

Além de aumentar segurança, medida pretende evitar transtornos após partidas

O prefeito Grego lembra que a iniciativa tem o objetivo de garantir que o cotidiano da cidade seja restabelecido logo após o fim dos jogos.

– A Copa do Mundo é sempre uma grande festa para os brasileiros, e em Muriaé não é diferente. Vamos nos empenhar para que todos possam torcer e comemorar as vitórias do Brasil com a segurança e a ordem necessária, mas também dando todas as condições para que as pessoas possam voltar à rotina normal depois de cada apito final – ressalta.

Fonte: PMM

Confira também

Empresa abre vagas para vendedor em Muriaé

O Grupo Águia Branca, com sede em Vitória (ES), abriu vagas de emprego na cidade …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *