Home / Notícias / Cidade / Distrito de Itamuri é destaque na produção de hortaliças

Distrito de Itamuri é destaque na produção de hortaliças

Distrito de Muriaé é destaque na produção de hortaliças

O Pontão da Água Limpa, em Itamuri, distrito de Muriaé, na divisa com os municípios de Vieiras e Eugenópolis, é conhecido pela bela paisagem, nascentes e áreas preservadas. Mas além da beleza, outro fato de natureza econômica chama atenção: o plantio de hortaliças. A atividade beneficia diretamente 30 famílias de pequenos produtores rurais, que residem na comunidade. O apoio vem da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) de Muriaé.




A empresa pública mineira é responsável por auxiliar os produtores, levando novas tecnologias e orientando no cultivo das folhas. Também elabora projetos para os agricultores que se enquadram no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, parceiro da Emater-MG, desde 2008 o programa disponibilizou R$ 60 mil para os horticultores do lugar.

Há 12 anos o extensionista da Emater-MG, Francisco Paiva de Rezende, acompanha os agricultores familiares locais e é testemunha do progresso econômico do segmento. “ Lembro quando eles iam de charrete vender as verduras. Hoje com os investimentos feitos através do Pronaf, muitos já possuem veículos próprios para o transporte da mercadoria”, ressalta.

O comerciante de Muriaé, Geraldo Magela, diz que Pontão é fornecedor exclusivo de hortaliças, e que chega a vender mil unidades por dia. Magela atribui ao clima, o sucesso da produção anual. “Pontão é o único local da região que produz hortaliças o ano todo, mesmo na época de verão”, afirma. De fato, isso parece contribuir. O distrito está situado a 1067 metros de altitude acima do nível do mar, o que favorece a um clima ameno. Além disso, as hortas contam com sistema de irrigação, orientado pela Emater-MG.

No local os horticultores cultivam 12 variedades de hortaliças, entre elas couve, cebolinha, alface, rúcula, agrião, almeirão, brócolis, chicória, mostarda e salsa. Cada produtor chega a vender em média, um volume de cinco mil pés, segundo o extensionista da Emater-MG. Os produtos são comercializados nos mercados de Muriaé e Itaperuna, município vizinho.

Viveiro de mudas

Na comunidade de Pontão da Água Limpa também existem produtores que estão investindo em viveiros de mudas de verduras e legumes. O agricultor José Paulo Bagle é um dos pioneiros. Beneficiado com a linha de crédito do Pronaf, ele montou o próprio viveiro e agora chega a vender 120 bandejas por semana. O preço varia de R$ 6 a R$ 10 a unidade.

Com mercado garantido, José Paulo está melhorando o padrão de vida da família de cinco irmãos que trabalham com horticultura: conseguiu comprar um microtrator com recursos próprios e com o Pronaf, uma caminhonete para o transporte da produção. As mudas são vendidas nas comunidades rurais dos municípios de Bom Jesus, Queiroz, Muriaé e Vieiras.

O resultado é comemorado pelo outro membro da família Bagle: João Batista. Contemplado pelo Pronaf Mais Alimento, João garante que conseguiu diminuir os custos com mão de obra e expandir a produção. “Com o benefício, comprei uma roçadeira e um pulverizador. Consegui customizar e ampliar a produção”, afirma.

Fonte: Emater-MG

Confira também

Hospital do Câncer de Muriaé abre vagas de estágio e emprego

Além da vaga de emprego divulgada ontem, o Hospital do Câncer de Muriaé da Fundação …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *