Home / Notícias / Cidade / Obra atrasa e custo do Cristo Redentor de Muriaé é triplicado, destaca jornal O Tempo

Obra atrasa e custo do Cristo Redentor de Muriaé é triplicado, destaca jornal O Tempo


Obra atrasa e custo do Cristo Redentor de Muriaé é triplicado, destaca jornal O Tempo

Novamente a obra do Cristo Redentor de Muriaé vira destaque nacional, desta vez sendo notícia no jornal O Tempo de Belo Horizonte.




Na cidade de Muriaé, na região da Zona da Mata, é fácil identificar algumas influências vindas do Estado do Rio de Janeiro, distante cerca de 20 km do município. Entretanto, é no mês de outubro que deverá ser inaugurada a maior das heranças cariocas: uma réplica do Cristo Redentor, com 30 metros de altura, a mesma dimensão da estátua original. O projeto, desenvolvido pelo prefeito José Braz (PP), 86, deveria ter sido concluído no mês de julho, mas um atraso por parte do artista contratado mudou a data da entrega.

O valor também é outro. Foi dos R$ 1 milhão anunciados inicialmente, para R$ 3,5 milhões. O prefeito, que não quis conversar com a reportagem, garante que a obra está sendo realizada com recursos próprios.

A ideia da construção do monumento surgiu de um pedido da primeira-dama de Muriaé, Lédia Braz, 81, quando o marido venceu as eleições em 2004. “No período em que eu ia ao Rio de Janeiro, ficava encantada com o Cristo e queria um em Muriaé”, diz Lédia, que está casada com o prefeito há 64 anos.

A estátua está localizada no bairro da Gávea, em um terreno da família. O local tem vista para toda a cidade e, embaixo do Cristo, serão construídas capelas, um salão de festas e um estacionamento. “É um lugar para as pessoas rezarem. Vai fazer muito bem para Muriaé”, explica Lédia.

Opinião

Enquanto as obras seguem, os moradores de Muriaé se dividem ao avaliarem o novo monumento. O notário Ângelo Pedrosa Clemente, 42, que é evangélico, diz que o dinheiro, mesmo não sendo público, poderia ser gasto em um projeto social. “Acho desnecessário”, afirma. Já a secretária Thaís Messias Gonçalves, 18, acredita que o Cristo contribuirá até mesmo para o turismo do município. “É uma ideia ótima porque vai ser uma coisa para melhorar e abençoar nossa cidade”.

Em meio à polêmica, há até quem seja indiferente. “Se ele (prefeito) disse que está fazendo com dinheiro próprio, não tenho por que não acreditar”, finaliza a agente de viagens Natali Oliveira, 29.

Fonte: O Tempo

Confira também

Paraibuna Transportes abre vaga de emprego para Muriaé

A Paraibuna Transportes abriu nova oportunidade de emprego para atuação na cidade de Muriaé. Publicações …

3 comentários

  1. Dará louvores só ao Senhor teu Deus ..nao adoraras estátuas que sejam elas de cimento ou de madeira ..e não desejará ter nem o ouro e nem a prata que estao sonre elas…Assim diz o Senhor

    • Muito bem feito. O mundo precisa cada vez mais dos sinais e símbolos que nos lembram que há um Deus no céu. Não não há nada de idolatria nisso. Só nas cabeças duras de alguns…mais duras e impenetráveis que o cimento…

  2. Tem gente vigiando o gasto com dinheiro particular do homem, mas não vai na prefeitura fiscalizar as contas públicas…oh povinho hipócrita!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *