Programa “Muriaé + Leite” incentiva aumento de produção leiteira em Muriaé

O programa Muriaé + Leite, criado pela Prefeitura em 2017, leva novas técnicas para os pequenos produtores rurais muriaeenses. Veterinários visitam os participantes, em sistema de rodízio, oferecendo assistência técnica profissional gratuita para que o gado tenha alimentação especial, atendimento personalizado e pastagem apropriada. A ação pretende ampliar a quantidade de leite produzido na região, impulsionando o setor e gerando mais emprego e renda.

Sete veterinários da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente atendem os sitiantes de Vermelho, Pirapanema, Bom Jesus, Macuco, Divisório, Gameleira, Bom Jardim, Pontão, Boa Família, Belisário, Itamuri, Rio Preto, entre outros. “O programa consiste em ajudar o pequeno produtor através de uma visita, a cada 40 dias, à propriedade, dando assistência veterinária com relação a parte sanitária, reprodutiva e no controle geral da propriedade”, explicou o veterinário Marco Pólo.

Para fazer parte do projeto, é necessário ter uma carta de produtor de renda baixa, concedida pela Emater, ou mesmo comprovar ser um agricultor familiar. Com o documento em mãos, o interessado procura a Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, localizada no 2º andar do Centro Administrativo, e faz o seu cadastro.

Esse é o caso de Derli Cardoso, do Córrego da Laje, que trabalha com a família. “Eu sou pequeno produtor. Sou atendido por um dos veterinários que de tempo em tempo vem até aqui me oferecer assistência profissional sobre quais remédios aplicar, a vacinação adequada, as práticas sanitárias e muitos outros”, disse ele.

Hoje 210 famílias são beneficiadas com o Muriaé + Leite. “Nós possuímos aqui em nossa cidade o gado Girolando de destaque nacional. Temos criadores que participam de concursos nas maiores cidades do Brasil. Queremos ampliar a economia rural e mostrar o quanto é importante cuidar da terra e trabalhar com a reprodução animal”, lembrou o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Manoel Carvalho.

O prefeito Grego explica que a produção leiteira cresce na região especialmente nas propriedades de agricultura familiar. “Queremos dar condições para que estes pequenos agricultores permaneçam na zona rural, gerando renda e desenvolvendo a economia local, construindo uma nova realidade para os muriaeenses que trabalham no campo”, ressaltou ele.

Fonte: PMM


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Experimentoe o Novo Livre