Home / Notícias / Cidade / Rua Santa Rita ficará interditada por pelo menos 14 meses devido às obras da nova galeria do córrego

Rua Santa Rita ficará interditada por pelo menos 14 meses devido às obras da nova galeria do córrego

Rua Santa Rita em Muriaé ficará interditada

A Rua Santa Rita, no Centor de Muriaé, ficará interditada por pelo menos 14 meses devido às obras para a construção de uma nova galeria para o Córrego Santa Rita. É esperado que com a obra acabem-se os problemas de inundações na região, como ocorreu na última semana. A obra será realizada pela empresa Prefisan de Belo Horizonte.




Segundo a coordenadora do projeto, Hérica Rodrigues, durante os catorze meses de execução da obra a Santa Rita, ficará completamente interditada, tendo somente espaço para os pedestres e, com isso, os comerciantes serão os mais atingidos. Comerciantes pediram isenções de impostos e questionaram a situação para garagens e como ficará o funcionamento do comércio. Hérica explicou que será marcada um reunião com o prefeito municipal Aloysio Aquino, onde serão discutidos e analisados estes detalhes.

Na imagem que ilustra a matéria é possível ver como será a obra. O traço vermelho indica onde será a nova galeria da Rua Santa Rita. Já o traço azul mostra onde é a atual galeria do Córrego Santa Rita.

O projeto




O projeto será executado em duas etapas: a primeira começará pela galeria de captação de águas na rua Santa Rita, seguindo pela José de Abreu cortando pela Travessa Teodorico Torres e indo até ao final da Vicente Alves, coletando inclusive a Bacia do São Gotardo. Haverá intervenções nos bairros Hélio Araújo, João XXIII, Safira e Centro. Na segunda etapa, serão construídas redes de drenagem pluvial em pontos dos bairros Dornelas (Rua Doutor Wilson Amaral), Barra (Rua Dr Antônio Rogério de Castro) e no Primavera, onde além da construção de nova canalização, haverá a correção do problema de erosão existente no bairro.

O engenheiro da Prefisan, Gilvan Ferreira, disse que a empresa já iniciou a montagem do canteiro de obras e o maquinário pesado para as operações iniciais chegam na cidade, no próximo mês. A primeira etapa de obras será iniciada em breve e o prazo de entrega é de 14 meses.




Fonte: Guia Muriaé, com informações da Rede Atividade
Arte: Michel Alvim, com imagem do Google Earth

Confira também

SINE de Muriaé abre 18 vagas com salários de até R$ 2.000

O Sistema Nacional de Emprego (SINE) em Muriaé disponibiliza nesta sexta-feira (13/03) um total de …

2 comentários

  1. JOSE ANACLETO DE FARIA

    PLANO DIRETOR DE MURIAÉ (LEI Nº 3.377/06)
    ESTUDO PRÉVIO DE IMPACTO DE VIZINHANÇA (EIV)
    Art. 31 – Lei municipal definirá os empreendimentos e atividades privadas ou públicas, situadas em área urbana, que dependerão de elaboração de Estudo Prévio de Impacto de Vizinhança (EIV) para obter as licenças ou autorizações de construção, ampliação ou funcionamento a cargo do Poder Público Municipal, respeitadas as condições atuais de cada atividade até a readaptação, devendo ser fixados prazos razoáveis para tal readaptação, conforme a atividade.
    Parágrafo Único – Os parâmetros para a definição dos empreendimentos e
    atividades privadas ou públicas, situadas em área urbana, que dependerão da elaboração do EIV (Estudo Prévio de Impacto de Vizinhança) serão indicados pelo CONSELHO MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO (COMUPLAN), observados o disposto no Plano Diretor e na Lei de Parcelamento, Uso e Ocupação do Solo.
    Art. 32 – O EIV será executado de forma a contemplar os efeitos positivos e negativos do empreendimento ou atividade quanto à qualidade de vida da população residente na área e suas proximidades, incluindo a análise, no mínimo, das seguintes questões:
    I. adensamento populacional;
    II. equipamentos urbanos e comunitários;
    III. uso e ocupação do solo;
    IV. valorização imobiliária;
    V. geração de tráfego e demanda por transporte público;
    VI. ventilação e iluminação;
    VII. paisagem urbana e patrimônio natural e cultural.
    Parágrafo Único. Dar-se-á publicidade aos documentos integrantes do EIV, que ficarão disponíveis para consulta, no órgão competente do Poder Público municipal, por qualquer interessado.
    Art. 33 – A elaboração do EIV não substitui a elaboração e a aprovação de estudo prévio de impacto ambiental (EIA), requeridas nos termos da legislação
    ambiental.

  2. sou moradora da rua vicente alves, a o corrego fedorento que passa no fundo de minha casa vai ser manilhado pelo menos. ou vai ser canalizado também afinal pagamos impostos tambem e essa catinga a ceu aberto é coisa de antigamente ne prefeito. mande uma resposta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *