Home / Notícias / Cidade / Seca castiga Minas Gerais e obriga cidades a adotarem racionamento de água

Seca castiga Minas Gerais e obriga cidades a adotarem racionamento de água

A seca que atinge Minas Gerais tem obrigado vários municípios a adotarem racionamento de água. 160 municípios mineiros estão em situação de emergência, muitos deles sofrem com a seca desde o início do ano.

O tempo seco tem aumentado os focos de incêndios pelo estado. Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), só em outubro foram registrados, até a metade do mês, 3.553 focos. Em 2014, esse número já chega a 10.646. Além dos focos de incêndio, a seca ainda prejudica a qualidade do ar.




Em Viçosa, a prefeitura iniciou um esquema de rodízio no fornecimento de água para todos os bairros. O mesmo esquema foi adotado em Igarapé, na região metropolitana. Já em Passos, no Sul de Minas, teve início um rodízio no abastecimento. Em Formiga, na região Oeste, a prefeitura decretou estado de calamidade pública e suspendeu as aulas nas escolas municipais.

Mesmo com a seca, Muriaé ainda não corre risco de racionamento e/ou rodizio. A captação de água da cidade é privilegiada, com três grandes rios que nascem na região.

Fonte: Guia Muriaé

Confira também

Prefeitura de Muriaé alerta sobre animais abandonados em vias públicas

A Prefeitura de Muriaé faz um alerta sobre animais abandonados nas ruas da cidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *