Home / Notícias / Educação / Polícia Ambiental de Muriaé tira dúvidas de alunos em Curso de Retroescavadeira

Polícia Ambiental de Muriaé tira dúvidas de alunos em Curso de Retroescavadeira

Duas turmas do curso de Retroescavadeira, oferecido em Muriaé pelo Senar Minas, contaram com a participação de militares do 5º Grupamento de Polícia de Meio Ambiente, que reforçaram questões relacionadas ao tema, como fiscalização e preservação ambiental. A realização foi em parceira com o Sindicato dos Produtores Rurais de Muriaé e Prefeitura.

No primeiro treinamento esteve presente o comandante do 5° Grupamento de polícia do Meio Ambiente de Muriaé, sargento Luciano de Oliveira Archete e, no segundo, participaram os cabos Reinaldo Ferreira e Gustavo Oliveira. Eles foram convidados pelo engenheiro agrônomo e instrutor do curso, Eugênio José da Silveira, para esclarecer sobre cuidados que o operador da máquina deve ter para não agredir o meio ambiente.




Eles explicaram a função da Polícia Ambiental na fiscalização de operações no campo, além de alertar que certas atividades prestadas pelo operador de retroescavadeira precisam de autorização legal. Ainda ressaltaram a Lei 20.922, de 16 de outubro de 2013, que dispõe sobre as políticas florestal e de proteção à biodiversidade no Estado.

“A gente observa que, na zona rural, muitos cometem infrações ambientais sem saber. No curso pudemos orientar os alunos sobre a prática de crimes ambientais e respeito às Áreas de Preservação Permanente (APPs). Na oportunidade, também tiramos dúvidas sobre proteção de nascentes, período da piracema e incêndios florestais”, explicou o comandante.

Conteúdo




O treinamento oferece aos alunos a oportunidade de aprender sobre a norma que trata da saúde e segurança do trabalhador, as leis de conservação do solo e da água, como conduzir a máquina em via pública e manobras, além de conhecer a estrutura do equipamento e a importância da manutenção.

“Os alunos surpreenderam pela dedicação e também pela habilidade adquirida em apenas três dias de treinamento, sendo que a maioria não havia contato frequente com esse tipo de máquina. A visita dos policiais possibilitou esclarecer dúvidas principalmente sobre fiscalização de obras no meio rural”, afirmou.




A capacitação auxilia os trabalhadores a atenderem às exigências do mercado de trabalho. “O uso deste maquinário na região é crescente, principalmente no meio rural, com manutenção de estradas e transporte de materiais. Também é voltado para a demanda de operadores por mineradoras em cidades vizinhas”, explicou o engenheiro agrônomo.

Fonte: SENAR MG

Confira também

IF Sudeste MG abre prazo para pedido de isenção da taxa do vestibular 2020

A solicitação da isenção da taxa de inscrição do Processo Seletivo 2020 do Instituto Federal …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *