Home / Notícias / Educação / Trabalho integrado que beneficia o meio ambiente na Zona da Mata mineira

Trabalho integrado que beneficia o meio ambiente na Zona da Mata mineira

A Superintendência Regional de Ensino (SRE) de Carangola trabalha junto com os municípios da jurisdição pelo meio ambiente. Juntos, eles formam o Fórum Regional de Educação Ambiental (ForEA), uma iniciativa do Instituto Estadual de Florestas (IEF). Seu objetivo é promover o encontro de representantes do poder público, sobretudo de educação e do meio ambiente para a sensibilização de forma integrada e articulada de ações para a melhoria da qualidade de vida e do meio ambiente.

Tânia Maria Oliveira Aguiar Real, diretora da Superintendência, ressalta a importância do envolvimento da Educação nesse projeto. “Tentamos fazer uma rede pra conseguir uma conscientização. Acredito que é através da educação que vamos conseguir isso”. A regional de Carangola participa do ForEA desde o início, mas hoje as SREs de Leopoldina, Ubá, Juiz de Fora, Muriaé e Manhuaçu também estão envolvidas.




A cada ano são realizadas quatro edições do fórum, cada uma delas em um município da região. A meta é que sejam realizadas anualmente sete edições, uma em cada pólo do IEF na Zona da Mata. O ForEA teve início em 2006, com a participação de 12 municípios. Depois de dez edições, 142 municípios estão envolvidos na iniciativa, que cada vez mais ele se consolida. Hoje, o evento faz parte do calendário dos municípios do entorno do Parque Estadual do Ibitipoca, além dos eventos nas unidades de planejamento das bacias hidrográficas dos rios Preto e Paraibuna, Ubá e Rio Pomba.

A cada edição do ForEA o público é composto por cerca de 600 pessoas das mais variadas formações. Em geral, o público alvo são atores sociais multiplicadores de ações educativas, e participam principalmente os professores de escolas públicas e privadas, alunos de cursos técnicos, graduação e pós-graduação, produtores rurais, Sindicatos de Produtores e Trabalhadores Rurais e outros segmentos da comunidade; representantes da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (EMATER), IEF, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO), Policia Militar do Meio Ambiente (PMMA), Comitês de Bacias Hidrográficas, Secretarias Municipais de Agricultura, Meio Ambiente, Turismo e Educação, Promotoria de Justiça e da Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental – CIEA MG ZM.

Além de mesas redondas que discutem temas relativos ao meio ambiente, o Fórum oferece oficinas construtivas e minicursos que tratam de assuntos relacionados às questões ambientais da região. As SREs selecionam escolas que desenvolvem projetos sobre a preservação do meio ambiente e os professores responsáveis por eles participam dessas atividades, que geram novas ideias e projetos nas escolas.




Fonte: SEE-MG




Confira também

Prefeitura de Muriaé abre vagas temporárias nesta quarta

A Prefeitura de Muriaé, através da Secretaria Municipal de Educação, divulgou novos editais de convocação …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *