Vereador pede que Prefeitura de Muriaé faça adesão ao Programa de Escolas-Cívico-Militares

Vereador Julio Simbra
O vereador Professor Julio Simbra (DEM) protocolou uma indicação pedindo que o prefeito de Muriaé, Grego (DEM), viabilize a adesão do município ao programa de Escolas-Cívico-Militares do Governo Federal.

O programa tem como objetivo promover a melhoria na qualidade do ensino na educação básica, a meta é implementar 216 escolas em todos as unidades da federação até 2023.

De acordo com o Governo Federal, as escolas cívico-militares são instituições não militarizadas, mas com uma equipe de militares da reserva no papel de tutores.

Segundo o Ministério da Educação (MEC), os militares atuarão na disciplina dos alunos, no fortalecimento de valores éticos e morais, e na área administrativa, no aprimoramento da infraestrutura e organização da escola e dos estudantes.

As questões didático-pedagógicas continuarão atribuições exclusivas dos docentes, sem sobreposição com os militares, e serão respeitadas as funções próprias dos profissionais da educação, que constam na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

– Considero de suma importância para a educação municipal a oportunidade de receber em nossa cidade uma escola-cívico-militar do programa – justifica o vereador Júlio Simbra.

A indicação foi aprovada na Câmara Municipal e segue para o prefeito.

Fonte: Guia Muriaé


6 Comentários

  1. Eu quero meu filho estudando em uma escola que desenvolva o seu senso crítico, que ele tenha aulas não censuradas.
    Essas escolas militares tem um custo 3 vezes maior que a escola tradicional e não apresenta resultados melhores que as escolas federais, as mesmas que o governo federal está cortando verbas.

    1. Exatamente isto João Castanho, fico admirado um dito “professor”, apoiar uma sandice desta! Um tanto demagoga, esta afirmação do vereador! Educaçao, deve ser feita por educadores!!

      1. Muita gente querendo falar de Educação sem ter fundamento para tanto. Que tal começar por chamar representantes da categoria para conversar? Quem entende de Educação é professor, nos poupem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo