Resumo da novela Deus Salve o Rei – 26/03 a 31/03



Confira o resumo dos próximos capítulos da novela Deus Salve o Rei (de 26 de março a 31 de março), exibida pela Globo, e fique por dentro dos principais acontecimentos desta semana.

Segunda-feira – 26/03/2018

Amália e Catarina trocam provocações. Rodolfo nomeia Romero como o novo comandante do exército de Montemor. Brice avisa a Selena que fugirá de Montemor e aconselha a arqueira a fazer o mesmo. Amália diz a Afonso que percebeu que Catarina estava interessada em se aproximar de Levi. Catarina comenta com Lucíola que planeja conquistar a confiança de Diana. Selena confessa a Ulisses que foi ela quem salvou Brice da fogueira. Catarina garante a Virgílio que dificultará ao máximo a vida de Amália e Afonso. Catarina sugere a Rodolfo que a água seja racionada apenas para o povo de Atena que está morando em Montemor, o que deixa Amália e Tiago revoltados. Amália incentiva Afonso a agir como plebeu e fazer reivindicações junto ao reino de Montemor.




Terça-feira – 27/03/2018

Afonso alerta Amália sobre o perigo de incitar as pessoas a se revoltarem contra o rei. Amália e Afonso incentivam as pessoas de Montemor a dividir sua água com as pessoas de Artena. Afonso é levado à presença de Rodolfo, que decide distribuir a água racionada igualmente a todos. Afonso fica impactado ao ver Catarina vestida de noiva. Amália decide ir ao casamento de Rodolfo com Afonso. Ulisses surpreende Brumela com a solução para os doces do casamento do rei. Amália se recusa a usar o vestido que Catarina mandou por Diana. Rodolfo e Catarina se casam.

Quarta-feira – 28/03/2018

Heráclito diz a Madre Benedita que conta com a freira para fazer Lucrécia desistir do convento. Saulo tem a impressão de estar voltando a enxergar. Ulisses sente ciúmes de Selena ao vê-la dançando com Tiago. Irmã Benedita apresenta a Lucrécia a noviça Mirtes, que dividirá o quarto com ela. Lucrécia desmaia, quando Mirtes lhe conta que sua prima Catarina casou-se com Rodolfo.

Quinta-feira – 29/03/2018

Lucrécia se recusa a deixar o convento, apesar da insistência de Heráclito. A população se manifesta de forma positiva em relação a Catarina. Amália insinua a Diana que ela está equivocada sobre Catarina. Tiago diz a Amália que é diferente de Diana. Rodolfo pensa em instituir o pagamento de alvará para todos os comerciantes, a fim de solucionar a crise financeira de Montemor. Mirtes revela a Lucrécia que nutre os mesmos sentimentos que ela por Catarina. Ulisses conta a Betânia que Romero fingiu que não o conhecia. Diante da revolta do povo frente às decisões impostas por Rodolfo, Cássio identifica a necessidade de Afonso assumir o trono de Montemor.

Sexta-feira – 30/03/2018

Afonso propõe que se faça uma lista de reivindicações para ele negociar com Rodolfo. Rodolfo promete a Afonso que avaliará as reivindicações. Cássio afirma a Afonso que a única solução para Montemor é sua volta ao trono. Betânia se irrita com Romero ao ver o tratamento que ele está dispensando a Saulo, ao mesmo tempo em que renega Ulisses. Virgílio avisa a Catarina que Afonso lidera um grupo de pessoas que se reúne com frequência na taverna para fazer oposição ao rei. Catarina comenta com Virgílio que precisa conter a rebelião até a sua gravidez. Madre Benedita flagra Lucrécia comendo a comida clandestina de Mirtes.

Sábado – 31/03/2018

Madre Benedita avisa a Lucrécia que se houver uma próxima infração ela será retirada do convento. Orlando avisa a Rodolfo que os trabalhadores de Montemor estão em greve. Catarina diz a Rodolfo que Amália e Afonso são os líderes da paralização. Catarina tenta instigar Rodolfo a prender Amália. Rodolfo e Catarina adoram a comida feita por Ulisses. Brumela promove Ulisses a cozinheiro. Tiago beija Selena. Saulo volta a enxergar. Virgílio avisa a Catarina que o povo está decidido a continuar com a paralização. Rodolfo e Catarina aparecem de surpresa na casa de Afonso e Amália.

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.