Resumo da novela Nazaré – 11/10 a 15/10

Confira o resumo dos próximos capítulos da novela Nazaré (de 11 de outubro a 15 de outubro), exibida pela Band, e fique por dentro dos principais acontecimentos desta semana.

Segunda-Feira, 11 de Outubro

Capítulo 105: No lobby da Atlântida, Nuno e Maria ouvem a notícia sobre a morte de Elsa. Verônica aparece, fica tensa, mas rapidamente disfarça, mostrando-se chocada pela morte da enfermeira do filho.

Bernardo volta para a quinta e conta a Duarte que viu uns documentos na Atlântida que podem interessá-lo. Bernardo conta ao primo que Verônica está prestes a fazer um ótimo negócio.

Duarte decide arranjar uma maneira de Verônica provar do seu próprio veneno. Dolores conversa com o inspetor Prata e diz que Joaquim andava a procura de Elsa na tentativa de ajudar Nazaré.

O inspetor começa a pôr em causa o possível envolvimento de Joaquim na morte da enfermeira. Nazaré, que ouvia a conversa toda, diz a Matilde que há uma pessoa que pode ajudar.

No Lar, João e Floriano trocam a fralda do bebê enquanto Ermelinda assiste a tudo furiosa. Ismael e Olívia falam quando são interrompidos por Ermelinda que se queixa de Floriano e não entende porque é que trouxe um bebê.

Olívia acha que está na hora de os dois fazerem as pazes, mas Ermelinda diz que agora vai começar a se divertir. Dolores e Matilde vão ao encontro de Laura no hotel e pedem ajuda a ela.

Laura concorda em ajudar, mas diz que ninguém pode saber do seu envolvimento, uma vez que já não é mais policial. Gonçalo ouve a conversa e sai atrás de Laura.

Gonçalo pede a Laura que fale com o inspetor Prata e lhe passe as coisas e que não faça nada contra Verônica, por ele e pelos filhos. Na Atlântida, Verônica pede a Nuno que não insista mais com as imagens das câmaras de vigilância, pois a única intrusa foi ela.

Verônica recebe um telefonema e fica furiosa quando percebe que o empresário francês desistiu do negócio demovido por Duarte. Olívia conta que vai levar Ermelinda à inauguração de um bar.

Floriano fica cheio de ciúmes, mas Ismael diz que é bem feito, só tem o que merece. Cris vai ver a filha e encontra Luís com a bebê.

Luís explica que Érica saiu e que ele ficou a tomar conta de Yara, mas Cris manda-o embora e diz que quem toma conta da filha é ele. Érica, que almoça com Ana, desabafa com a amiga que seria tudo mais fácil se fosse Luís o pai da bebê.

Ana tem certeza que Luís gosta dela, mas Érica mantém as suas dúvidas. Na quinta, Bárbara sugere a Duarte que façam um evento para os clientes conhecerem o pomar.

Enquanto discutem a ideia, Verônica entra a ofendendo Duarte e o ameaça dizendo que ele vai se arrepender de lhe ter estragado o negócio. Laura vai à Atlântida e pergunta à secretária Maria se viu Elsa na empresa nos últimos tempos.

Maria fica atrapalhada e Nuno, que aparece na hora, pergunta a Laura o que se passa, pois é ele o novo chefe de segurança da Atlântida. Laura diz que é policial e que está a investigando a morte de Elsa.

Duarte desabafa com Bárbara, acha que pode ser muito para Bernardo o que ele está fazendo com Verônica. Bárbara não quer que Duarte se magoe, ainda mais, com toda esta situação, mas Duarte garante que vai lutar até ao fim.

Terça-Feira, 12 de Outubro

Capítulo 106: Toni procura Nazaré em sua casa e diz que trouxe um filme para verem. Nazaré, desanimada, diz que está sem vontade, mas Toni insiste.

Nazaré está com medo do que possa ter acontecido ao pai. Em um sítio abandonado, vemos Joaquim amarrado e a se debater para se soltar.

Na casa dos Félix, Verônica diz à filha que deviam pedir a guarda total da bebê. Érica não concorda e não quer afastar Cris da filha.

Laura chega e faz perguntas a Verônica sobre Elsa, uma vez que esta esteve na Atlântida no mesmo dia em que morreu. Verônica questiona a Laura sobre o acesso às imagens de vigilância, uma vez que Laura já não é mais policial.

A vilã tenta se desviar do assunto, dizendo que esteve a falar com a filha e que vão pedir a guarda total da bebê Yara. Joaquim tenta fugir, mas rapidamente os capangas, que o vigiam, o capturam e o prende.

Quando Laura sai, Érica confronta Verônica. A mãe explica que Elsa a procurou para lhe pedir dinheiro e que nada tem a ver com a morte da enfermeira.

De volta ao hotel, Laura ouve uma reprimenda do marido por andar fazendo investigações quando já não faz parte da polícia e só está a dar trunfos a Verônica. Laura conta a Gonçalo que Verônica quer pedir a guarda total da bebê e Gonçalo pede a ela, por favor, que não faça mais nada que possa dar razões a Verônica para os intimidar.

Nazaré está furiosa no seu quarto a dar murros no saco de boxe. Matilde entra e diz à filha que sabe que ela está assim por causa de Duarte.

Nazaré é firme e responde que o que importa agora é encontrar Joaquim. Na quinta, Bárbara fala com Duarte sobre o evento de promoção dos produtos do pomar.

Bernardo pergunta se pode levar Olívia consigo. Duarte pega as chaves e diz que tem de sair.

No seu gabinete na Atlântida, Verônica confessa a Prata que Elsa lá esteve para pedir ajuda depois de Joaquim a ter ameaçado. Quando Prata sai, Verônica chama Nuno e o informa que Laura e Duarte estão proibidos de entrar na empresa.

Na casa dos Gomes, Dolores, Matilde e Nazaré estão frustradas, pois não sabem como procurar por Joaquim. Nazaré diz que vai tentar saber quem é um tal de Mike e diz à mãe e a Dolores para irem ao evento na quinta.

Verônica chama Nuno e diz que quer que ele saia do hotel de Laura porque ela é louca e a persegue porque ela e Gonçalo tiveram um caso. Nuno garante a Verônica que vai protegê-la.

Duarte entra na casa de Matilde, chama por ela, mas não obtém resposta e segue para o quarto de Nazaré. Duarte encontra um saco com roupa e vê a cama de Nazaré desfeita.

Fica desconfiado e liga a Bernardo para pedir um favor.

Quarta-Feira, 13 de Outubro

Capítulo 107: Já no evento de promoção dos produtos biológicos, Floriano fica louco de ciúmes quando vê Ermelinda chegar com outro homem. Por seu lado, João também fica ansioso ao ver Matilde.

Bernardo, sem que ninguém veja, vai até à mala de Matilde, pega o celular dela e o desliga, tal como Duarte lhe pediu. Nazaré entra em casa e encontra um bilhete dizendo que tem de ir até ao lago se quer voltar a ver a mãe.

Nazaré fica em pânico e tenta ligar para Matilde, mas esta tem o celular desligado. Nazaré pega no capacete e sai apressada.

Durante o evento, e por falta de notícias de Nazaré, Matilde procura o seu celular. Ela não encontra e fica muito agitada.

Matilde começa a achar que alguma coisa estranha se passa. Do outro lado, Bárbara aguarda ansiosamente a chegada de Duarte.

Matilde está muito ansiosa porque não encontra o seu celular e tenta ligar para Nazaré do celular de Dolores. Nazaré atende a chamada, quando Matilde lhe diz que perdeu o celular.

Nazaré olha em volta e vê Duarte se aproximando de carro. Ela se apressa a ligar a moto e a fugir.

Duarte segue atrás de Nazaré e ela, com os nervos, despista-se a acaba por cair. Duarte corre e tira o capacete dela.

Neste momento, Duarte tem a confirmação de que Nazaré voltou. Duarte recupera do choque de ver Nazaré, passado tanto tempo, e aproxima-se dela para lhe sentir a respiração.

Nazaré acorda nesse momento e ficam os dois muito perto. Nazaré pergunta se ele vinha atrás dela e os seus olhares ficam presos por um instante.

Duarte diz a Nazaré que tinha certeza de que ela andava por perto. Gonçalo vai fazer a limpeza no quarto de Nuno, mas quando percebe que ele lá está diz que volta em outro momento.

Gonçalo pergunta se as coisas na Atlântida estão a correr bem. Nuno não é simpático e responde que as coisas corriam melhor se Laura não estivesse constantemente no seu caminho.

Diz a Gonçalo que avise a mulher que não é bem-vinda na empresa. Duarte pergunta a Nazaré se era ela no dia do casamento.

Ela confirma e diz que tinha de ver com os seus próprios olhos. Pergunta a Duarte se ama Bárbara e ele responde que está feliz e que tem uma mulher que o apoia.

Nazaré conta-lhe ainda que foi ela que evitou o fogo no pomar e que Joaquim está desaparecido, foi por isso que voltou. Joaquim tenta persuadir um dos capangas para que o deixe fugir.

Quando ele se aproxima, Joaquim tira algo do bolso, que não percebemos o que é. Cortez aparece e avisa a Joaquim que só vai deixá-lo ir embora quando a sua dívida estiver paga.

Quinta-Feira, 14 de Outubro

Capítulo 108: Verônica diz a Nuno que a filha é uma ingrata e ele, na tentativa de ganhar terreno, mente e conta a Verônica que a mulher estava grávida quando morreu atropelada. Gonçalo está no quarto de Nuno quando repara em um jornal amassado no chão.

De repente, ele se lembra de onde o conhece. Gonçalo se lembra que estava na sala de espera do gabinete médico quando Nuno se levantou para buscar água.

Gonçalo, simpático, disse que já tinha avisado a recepcionista que não havia água. Nuno olhou para ela e disse para guardar as suas palavras para o psicólogo.

Gonçalo vai ao encontro de Laura e conta que descobriu que conhece Nuno porque andaram no mesmo psicólogo. Gonçalo desabafa que não entende o que é que uma pessoa de Lisboa e sem ligações à terra está ali.

O capanga de Cortez dá pela falta do celular que Joaquim lhe roubou e sai para ir procurá-lo. Nesse momento, Joaquim tira o celular do bolso e tenta enviar uma mensagem a Nazaré com as coordenadas do local onde está, mas percebe que o celular está sem rede e o envio da mensagem falha.

Nuno está no Restaurante quando Toni se junta a ele para beber uma cerveja. Nuno fica sabendo que Toni está sozinho em casa e aproveita para lhe colocar um comprimido na bebida sem que ele note.

Matias foi a casa dos Carvalho para tentar consertar o cano do lava-louças. Matias parece já ter a situação controlada quando, de repente, o cano volta a jorrar água e molha ele e Sofia.

Sofia olha para Matias atraída por ele. Nuno está na casa da família Silva e procura, por todo o lado, por uma pista que o leve até Nazaré.

Glória chega nesse momento e apanha-o de surpresa. Nuno disfarça e diz que veio só trazer Toni para casa porque, pelo que se vê, bebeu demais.

Na cama, Duarte lê um livro enquanto recorda a conversa com Nazaré. Bárbara, por notá-lo distante, tenta uma aproximação, mas Duarte a rejeita e diz que está cansado.

Joaquim está pintando quando o capanga entra e lhe ordena que se despache. De repente, encontra o seu celular sem desconfiar de que possa ter sido Joaquim e leva-o consigo.

Matilde insiste com Nazaré para que coma, mas ela está muito triste e sem apetite depois da conversa com Duarte. De repente, Nazaré recebe uma mensagem com uma localização de um número que desconhece.

Matilde fica com medo que seja uma armadilha. Nazaré diz à mãe que tem de ir até ao local ver do que se trata e Matilde diz que a acompanha porque sozinha não vai a lugar nenhum.

No Hotel, Toni está aborrecido por não se lembrar de nada. Nuno testa-o e diz-lhe que até falou de Nazaré, mas Toni apressa-se a dizer que não sabe dela há meses e desconversa.

O seu celular toca, é Matilde.

Sexta-Feira, 15 de Outubro

Capítulo 109: Já na casa de Nazaré, a jovem está irritada e diz que Matilde perdeu o juízo por ter ligado para Toni. Toni diz que vai com ela até ao local ver o que se passa.

No café da manhã, Duarte está distante e, de certa forma, se sente culpado por causa de Nazaré. Bárbara percebe que o marido não está ouvindo nada do que ela diz e percebe que algo de errado se passa.

Na Atlântida, Verônica pede a Nuno que esqueça a conversa que tiveram quando se chateou com Érica, pois estava triste e vulnerável. Nuno lhe oferece um CD que, diz ele, sempre o ajudou nos maus momentos.

Toni conseguiu informações de que vai haver um leilão no espaço que foram ver na noite anterior. Nazaré percebe então que deve ter sido Cortez quem sequestrou o pai e quer arranjar um plano antes que seja tarde demais.

No bar do Hotel, Laura pergunta a Prata se existe novidades na investigação da morte de Elsa. Acabam por discutir sobre o possível culpado quando Prata lhe diz que tem de sair para seguir uma pista sobre Cortez.

No Lar, Ismael está tentando colocar o bebê para dormir. Floriano entra e pega o bebê, porque quer ser ele a fazê-lo dormir, mas o bebê não para de chorar.

Floriano, em desespero, pede ajuda a Ermelinda, mas ela se recusa. Na casa dos Gomes, Nazaré está acabando de se arrumar para ir com Toni ao leilão e tentar tirar de lá Joaquim.

Toni a elogia dizendo que está bonita e Nazaré retribui. A jovem está com medo de que o plano não dê certo, mas Toni diz que só tem de parecer milionários interessados e que tudo vai dar certo.

No bar do hotel, Duarte está almoçando quando Laura se aproxima dele e lhe fala sobre a morte de Elsa e a possível implicação de Joaquim. Tenta testá-lo falando sobre Nazaré, mas Duarte não a denuncia.

Nuno, que está noutra mesa, observa a conversa dos dois. Laura dirige-se a ele e diz que acha estranho ter voltado à terra onde a mulher e o filho morreram.

Nuno, tentando disfarçar o nervosismo, diz a Laura que Gonçalo deve ter se equivocado e que não o conhece de lugar nenhum e muito menos tem qualquer tipo de relação com os incêndios. Verônica chega em casa e, dando pela falta de Érica, pergunta a Paula onde está a filha.

Paula diz que Érica saiu e deixou a bebê com ela. Verônica, furiosa, arranca a bebê os braços de Paula.

Na Quinta, Olívia preparou toda uma surpresa para Bernardo em que encarna a personagem de um dos seus filmes favoritos. Bernardo entra na brincadeira e beija Olívia com paixão.

Olívia fica feliz por ter conseguido fazer com que o namorado sentisse alguma coisa.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo