Resumo da novela O Que A Vida Me Roubou – 06/07 a 10/07

Confira o resumo dos próximos capítulos da novela O Que A Vida Me Roubou (de 06 de julho a 10 de julho), exibida pelo SBT, e fique por dentro dos principais acontecimentos desta semana.

Segunda-Feira, 06 de Julho

Capítulo 56: Amelia diz a Fabíola que é melhor elas partirem de Água Azul, pois ali ela não vai conseguir nada. Amelia diz que Graziela tem razão, que os pais de Fabíola jamais tiveram filhos próprios e ela é adotada.

Fabíola chora e diz que é por isso seu tio Benjamin a abandonou assim que seus pais morreram. Amélia diz que queria a verdade e lamenta que ela tenha descoberto dessa maneira.

Montserrat diz a Victor que Samuel não confessou nada e que não há provas suficientes contra Alessandro. Renato diz que se desejam ajudar Alessandro, precisam se apressar, pois não sabem quanto tempo Samuel aguentará.

Ezequiel agride brutalmente Samuel para que assine sua confissão acusando Alessandro de ser seu sócio. Carlota pede a Ezequiel que ajude a tirar Alessandro da prisão, pois José Luís quer destruí-lo.

Ezequiel, hipócrita, diz que fará todo o possível para ajudá-lo. Por ordens de Pedro, Adolfo sequestra Virginia para pressionar Joaquim a acusar Alessandro.

Angélica recobra o conhecimento e pede a Jose que a leve até seu pai. Joaquim, chorando, diz a Alessandro que sua filha Angélica está morrendo e se arrepende de todo mal que o fez, pois sente que falhou.

Joaquim se surpreende ao ver Pedro. Este diz que vai lhe mostrar umas fotografias.

Joaquim vê Virginia dormindo amarrada. Pedro lhe diz que no momento sua filha está bem e depende exclusivamente dele que ela continue ou não assim.

Pedro ordena que Joaquim escreva uma carta suicida, que encontrarão em sua cela depois de sua morte. Angélica, chorando, diz a José Luís que se ele a ama de verdade, a tire do hospital, pois prefere estar em casa mesmo que por um dia ou um ano.

Joaquim, pressionado, por Pedro, escreve uma carta de suicídio culpando Alessandro por sua morte. Joaquim pede que Pedro ao menos permita que ele veja uma vez mais sua filha Angélica, que está morrendo no hospital.

Ele responde que por Angélica já não há nada que possa ser feito, mas por Virginia sim. Pedro diz que ele precisa estar morto até a madrugada.

Joaquim chora desolado. Amélia pergunta a José Luís se ele convenceu Angélica a permanecer no hospital e aceitar o tratamento.

José Luís responde que sua filha não deseja permanecer por lá e eles precisam respeitar a decisão da moça. Amélia diz que o médico lhe deu esperanças, mesmo que anteriormente tenha dito que ela teria muito pouco tempo de vida.

Amélia pergunta se José chegou a amar Angélica de verdade. Ele diz que a ama profundamente e não quer perdê-la.

Alessandro diz a Joaquim que sabe que o fizeram trocar de parecer e não vai mais declarar a seu favor. Angélica pede a sua mãe que a leve para ver seu pai, pois quer que lhe diga a verdade sobre Alessandro.

Carlota diz a Montserrat que Ezequiel disse que Jose Luís é quem convenceu Pedro de que Alessandro é culpado, que o quer destruir, mas Ezequiel não irá ajudar. Ezequiel diz a Pedro que ainda não conseguiu que Samuel assine a confissão que culpa Alessandro de ser seu sócio.

Terça-Feira, 07 de Julho

Capítulo 57: Alessandro se surpreende ao ver o corpo de Joaquim sem vida. Alessandro pega o livro que Joaquim o deu para ler e nele encontra um bilhete no qual Joaquim diz que seu sócio é Pedro, mas que não deve revelar até estar seguro junto de sua família.

Renato diz a Demétrio que não confia nele, mas espera que desta vez faça as coisas bem. Demétrio diz a Montserrat que vai falar com Alessandro.

Montserrat pede a Nádia que ajude seu irmão para que possa ver Alessandro. Amélia se surpreende quando José Luís diz que Joaquim se suicidou.

Carlota diz a Montserrat que Joaquim está morto. Carlota diz a Montserrat e Rosário que Joaquim se suicidou e que Ezequiel tem medo de que ele tenha deixado algum recado culpando Alessandro de sua morte.

Nádia mostra a Demétrio um documento com a assinatura de Pedro. Demétrio a falsifica.

Fabíola diz a Sandro que escutou uma conversa reveladora entre Montserrat e seu irmão. Fabíola diz que descobriu que a mãe de Alessandro esteve trinta anos na prisão.

Demétrio consegue ver Alessandro, mas este o recrimina por todo mal que lhe fez. Sandro diz a Pedro que trabalha em um escritório muito importante e representa Fabíola, única parente de Benjamin Almonte.

Após uma longa conversa, Sandro e Pedro se dão conta de que ambos não têm escrúpulos e devem se unir para tirar de Alessandro toda a sua fortuna. Demétrio diz a José Luís que Alessandro quer que ele vá vê-lo, pois existe uma prova de sua inocência.

Pedro diz a Ezequiel que existe um bilhete de Joaquim e precisam encontrá-lo. Nádia diz a Pedro que não tem nada o que fazer no velório de Joaquim, já que este morreu por sua culpa.

Pedro responde que o culpado pela morte de Joaquim é Alessandro, e logo vai provar esse fato.

Quarta-Feira, 08 de Julho

Capítulo 58: Alessandro fica feliz ao ver Montserrat. Ela lhe diz que todos os dias ela e Rosário estão, bem cedo, no local para vê-lo, mas nunca permitem que elas entrem.

Pedro exige a Ezequiel que recupere o bilhete de Joaquim. Montserrat diz a Alessandro que segundo Ezequiel é provável que Joaquim tenha deixado algo o culpando por sua morte.

Alessandro responde que ocorreu justamente o contrário, que Joaquim esclareceu todas as suas mentiras e acusou o verdadeiro cúmplice, mas se ele revelar tudo isso, tanto ele quanto sua família correrão perigo. Ele pede a Montserrat que dê seus pêsames a Amélia e suas filhas.

Pedro e Nádia chegam ao velório de Joaquim. Angélica, chorando, culpa Pedro da morte de seu pai e exige que parta.

Pedro diz que Joaquim era seu amigo e o estimava muito. Pedro diz que se existe um culpado, este é Alessandro.

Fabíola diz a José Luís que se fez amiga de Montserrat e que ela lhe confidenciou que não o esqueceu. Disse que é verdade que ama Alessandro, mas também ama a ele.

Angélica agradece Montserrat por ter ido vê-la e se desculpa pelas mentiras que seu pai disse para prejudicar Alessandro. Adolfo se sente culpado por ter contribuído com a morte de Joaquim e propõe a Maria que fale com a Marinha.

Pedro ordena Maria que visite Alessandro e averigue se ele tem o bilhete deixado por Joaquim.

Quinta-Feira, 09 de Julho

Capítulo 59: Maria, astuta, faz Alessandro acreditar que o Padre Anselmo lhe falou do bilhete deixado por Joaquim. Alessandro diz que ninguém deve saber da existência dessa mensagem, pois dela depende sua liberdade.

Hipócrita, Maria diz que o que mais quer é que ele esteja livre. Macário diz a Montserrat que o Padre Anselmo foi atrás de José Luís para lhe entregar algo que Alessandro o deu.

Ele diz ainda que o padre estava muito nervoso. Montserrat se preocupa e lhe diz que essa é a única prova da liberdade de Alessandro, que se cair nas mãos de Jose, Alessandro jamais sairá da prisão.

Nádia, com mentiras, consegue falar com Samuel e lhe diz que Pedro é seu esposo. Eles ficam por um longo período falando sobre o caso de Alessandro.

Fabíola diz a Sandro que conheceu Jose Luís e vai se casar com ele. Sandro responde que ele não é seu tipo, muito menos tem dinheiro.

Fabíola responde que ele herdará uma fortuna com a morte de Angélica e é muito atraente. Montserrat diz ao Padre Anselmo que agradece por ele não ter encontrado Jose Luís, já que ele continua odiando seu marido e faria mau uso da prova da inocência Alessandro.

Maria diz a Pedro que Alessandro encontrou o bilhete de Joaquim e o deu ao Padre, mas ela o encontrou e já destruiu a prova. Maria diz a Adolfo que o bilhete está com ela e Joaquim não culpa Alessandro, mas Pedro Medina.

Assim, ela diz que vai guarda-lo para usar algum dia, se necessário. Nádia diz a Montserrat que Pedro lhe pediu que engravidasse de Victor.

Sexta-Feira, 10 de Julho

Capítulo 60: José Luís se desculpa com Alessandro pela demora em ir vê-lo. Ele afirma que não podia deixar Angélica sozinha.

Alessandro responde que o entende e sabe que resta muito pouco tempo de vida a Angélica. Pedro escuta Nádia e Victor conversando que Maria roubou do padre o bilhete onde Joaquim confessava que Pedro era seu único cúmplice e que Alessandro é inocente.

Fabíola tenta convencer Montserrat a entregar-lhe o testamento de Benjamin Almonte. Ela responde que terá que esperar que Alessandro saia em liberdade.

Jose Luís procura o padre Anselmo para que lhe entregue o bilhete que Alessandro o deu. Montserrat, zangada, o expulsa de sua casa, acreditando que ele ainda queria destruir Alessandro.

Fabíola diz que não acredita que Jose Luís queira fazer isso, pois ficou muito zangado quando descobriu que Maria roubou esse papel. Pedro agride Maria para que lhe entregue o bilhete de Joaquim.

Ezequiel diz a Carlota que Pedro é um delinquente capaz de matar. Ezequiel pede a mão de Carlota em casamento e lhe dá um anel de compromisso.

Graziela, sarcástica, diz a Carlota que Ezequiel só está a usando. Jose Luís, diante de Maria, se surpreende ao vê-la agredida.

Ele tem certeza que foi Pedro quem fez isso. Neste momento chega Montserrat e Maria faz Jose Luís acreditar que foi ela quem a agrediu.

Montserrat, furiosa, a insulta e diz odiá-la. Montserrat se oferece para levar Maria ao hospital.

Ela rejeita a oferta. Adolfo diz a Maria que Alessandro estava disposto a pagar milhões pelo bilhete de Joaquim.

Maria responde que Pedro o tem em seu poder.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Experimentoe o Novo Livre