Operação de combate ao tráfico em Muriaé e região cumpre mandados de prisão contra advogados no ES

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) e a Polícia Civil do Espírito Santo (PCES) deflagraram, nesta sexta-feira (23), ação conjunta para cumprimento de quatro mandados de prisão preventiva e seis mandados de busca e apreensão em desfavor de advogados suspeitos de ligação com organizações criminosas que atuam no tráfico de drogas nos estados do Espírito Santo e Minas Gerais.

A ação é uma junção da Operação Marcos 4:22, da 4ª Delegacia de Polícia Civil de Muriaé e da operação Vade Mecum, da Delegacia Especializada de Narcóticos (Denarc) de Guarapari (ES). Os alvos de busca desta sexta-feira são investigados nas duas operações.

A união das duas operações é fruto de um importante intercâmbio de informações entre as polícias capixaba e mineira, e representa a união de esforços no combate ao tráfico de drogas e crimes relacionados.

O efetivo empenhado na ação desta sexta-feira reúne cerca de 30 policiais, entre equipes da PCMG, da Denarc Guarapari, da Superintendência de Polícia Regional Metropolitana (SPRM) e da Superintendência de Polícia Especializada (SPE). O cumprimento dos mandados é acompanhado pela Comissão de Defesa das Prerrogativas, da OAB/ES.

Aguarde mais informações.

Operação Marcos, 4:22

A primeira fase da operação Marcos, 4:22 foi deflagrada em agosto. A manobra desmantelou uma organização criminosa suspeita de atuar na prática de tráfico ilícito de drogas na área de atribuição da 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil em Muriaé e em cidades limítrofes, com ramificações que ultrapassam as fronteiras do Estado de Minas Gerais.

De acordo com o delegado Rômulo de Freitas Segantini, responsável pelas investigações relacionadas à operação Marcos, 4:22, durante cerca de dez meses de investigação, mais de trinta pessoas foram detidas. Além disso, cerca de 30 veículos e quase R$ 100 mil foram apreendidos, bem como outros materiais de interesse investigativo.

Fonte: PCMG


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo