Filho é suspeito de matar e enterrar a própria mãe

Foto: Marcelo Lopes
Um homem, de aproximadamente 53 anos de idade, foi preso em flagrante pela Polícia Civil no final da manhã desta terça-feira, 26 de janeiro, na casa em que a mãe dele morava, no distrito da Glória, na zona rural de Cataguases.

Ele é o principal suspeito de ter assassinado a mulher, uma senhora de 77 anos, colocado o corpo dela dentro de um saco plástico e o enterrado em uma cova nos fundos do quintal do imóvel.

Na segunda-feira, 25, ele procurou a Polícia Militar para dar queixa do desaparecimento da mãe. Segundo informou, a idosa estaria sumida havia cerca de vinte dias e, desde que saiu de casa, sem motivo aparente, não deu mais notícias.

A PM, após registrar a ocorrência, esteve na casa dela, confirmou a veracidade da denúncia e repassou o caso para a Polícia Civil, responsável por investigar casos como este.

Nesta manhã de terça-feira, 26, a delegada Érica Guedes, juntamente com uma equipe de investigadores esteve na casa da desaparecida e durante as investigações localizou, nos fundos do quintal, uma parte do terreno com terra remexida.

Eles cavaram no local e encontraram a poucos centímetros da superfície, o corpo da idosa, em estado avançado de decomposição, dentro de um saco plástico.

A casa também possui sistema de monitoramento por câmeras de vigilância e os investigadores vão analisar se o equipamento estava funcionando a fim de encontrar imagens que possam ajudar a elucidar o crime.

O filho dela, conforme apurou a reportagem, que havia contado versões contraditórias à Polícia Militar e Civil, passou mal quando soube que o corpo da mãe havia sido encontrado e foi levado para o Hospital de Cataguases onde está sendo medicado.

O caso, agora, será conduzido pelo delegado Marcelo Manna, titular da Delegacia de Homicídios. A causa do crime ainda é desconhecida.

A expectativa, entretanto, é com o depoimento do filho, que poderá esclarecer toda a dinâmica dos fatos.

Fonte: Marcelo Lopes


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo