Funcionários da UPA são presos suspeitos de envolvimento em homicídio e ocultação de cadáver

A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu em flagrante, na noite da última sexta-feira (19/11), uma mulher e dois homens pelo crime de ocultação de cadáver, na cidade de São João Del Rei.

Através das investigações de um suposto crime de estupro praticado contra a mulher, de 40 anos, foi apurado pela equipe de policiais civis a falsidade das alegações e o desaparecimento do seu ex-namorado.

A Polícia Civil então, através de levantamentos e diligências, identificou que a mulher, juntamente com um dos envolvidos, matou a vítima por estrangulamento, após dopá-lo em sua residência. Foi apurado ainda a participação de um terceiro envolvido, que teria auxiliado na ocultação do cadáver, que foi encontrado no terreiro da residência de um dos homens.

A delegada responsável pelo caso, Ariadya Tavares explicou que, com o encontro do corpo, foi possível prender os três indivíduos pelo crime de ocultação de cadáver, visto que o homicídio havia ocorrido há três dias. “Como o crime de ocultação de cadáver é considerado um crime permanente, foi possível realizarmos a prisão em flagrante dos três envolvidos. Além disso, também representamos pelas prisões preventivas”.

As investigações da Polícia Civil prosseguem com o intuito de identificar outras possíveis participações, bem como mais detalhes sobre os fatos. Os autuados foram encaminhados ao Sistema Prisional e encontram-se à disposição da Justiça.

Fonte: PCMG


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo