Homem atira contra policiais e acaba preso em Miradouro

Um homem de 37 anos foi preso, na tarde desta sexta-feira (23), após atirar contra policiais na cidade de Miradouro.

Por volta das 15h, compareceu na sede do 4º Pelotão de PM de Miradouro uma jovem, de 19 anos, que relatou que estava próxima a sua residência, na Rua Professora Maria Vieira Lopes, bairro Carreiros, quando foi surpreendida pelo o autor, que é seu vizinho. Ela relatou que o mesmo estava empunhando uma arma longa e, sem motivos aparentes, apontou a mesma em sua direção e acionou a tecla do gatilho, porém a arma falhou e a vítima saiu do local correndo, vindo a escutar em seguida um estampido de arma de fogo. Segundo a vítima, após o disparo, seu vizinho entrou para o interior de sua residência.

Diante das informações, a PM procedeu ao local e fez contato com o autor, momento em que o mesmo efetuou um disparo de dentro da casa em direção a um policial. Em ato contínuo, o autor efetuou outro disparo, vindo o projétil a atravessar uma janela e os estilhaços atingiram o abdômen de um militar, que estava devidamente vestido de colete balístico. O impacto causou um hematoma e pequenos ferimentos no rosto do PM.

Diante da situação, os militares recuaram, fizeram um cerco a residência e solicitaram apoio ao 47º Batalhão de Polícia Militar de Muriaé. Foi então iniciada uma negociação para que o autor se rendesse e cessasse a injusta agressão aos militares, porém ele conseguiu empreender fuga por um barranco e alcançou uma rua acima e paralela e a sua, de onde veio novamente a apontar a arma em direção aos policiais e efetuou um novo disparo. Na sequência, saiu correndo em direção a uma grota e vasta vegetação existente no local.

Os policiais então fizeram um cerco ao local, momento em que o autor saiu do meio da vegetação apontando a arma para um dos PMs, que revidou a injusta agressão com um disparo, porém o autor não foi atingiu. Ele acatou a ordem para que jogasse a arma ao solo e deitasse ao solo para ser abordado. Submetido à busca pessoal, os policiais encontraram com o mesmo quatro cartuchos intactos calibre 44 e uma espingarda calibre 44 municiada com 12 cartuchos intactos. Indagado sobre a arma, o autor relatou que não possuía registro e nem porte.

A Perícia Técnica foi acionada e compareceu à residência do autor, tendo realizou os trabalhos de praxe e recolhido três cápsulas calibre 44 deflagradas e um projétil do mesmo calibre.

Após conversa com o autor, o mesmo relatou que havia furtado a arma nas proximidades e sua intenção era matar um indivíduo. Disse ainda que, quando os militares se aproximaram de sua casa, efetuou os disparos com a intenção de matá-los.

Diante dos fatos, ele recebeu voz de prisão em flagrante delito e foi conduzido à Delegacia de Polícia.

Fonte: Guia Muriaé


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo