Home / Notícias / Região / Moradores de Minas Gerais podem sugerir mudanças em concessões das BRs 040 e 116

Moradores de Minas Gerais podem sugerir mudanças em concessões das BRs 040 e 116

Até o dia 11 de outubro moradores da Zona da Mata e Campo das Vertentes podem dar sugestões no processo de concessão à iniciativa privada de duas rodovias, que cortam a região: a BR-040 e BR-116. O envio de contribuições ao processo de concessão podem ser feitas por meio eletrônico ou pelos correios. As concessões vão valer por 30 anos e os vencedores terão que investir entre R$ 6 e R$ 8 bilhões em obras de reforma. Algumas mudanças foram propostas durante uma audiência pública, realizada na tarde desta quarta-feira em Belo Horizonte, que contou com a presença de representantes da sociedade civil e das principais construtoras do país, além de prefeitos e vereadores dos municípios beneficiados.

A BR-040 será concedida à iniciativa privada entre Brasília e Juiz de Fora. Serão 11 pontos de cobrança de pedágio, com tarifas de R$ 6,30. Na Zona Mata, Juiz de Fora receberá uma praça de pedágio. No Campo das Vertentes, Carandaí será o outro local de implantação.




Já o trecho da BR-116, entre as cidades de Além Paraíba, Zona da Mata, e Divisa Alegre, Norte de Minas, terá oito praças de pedágio, com tarifa de R$ 9,60. Na Zona da Mata, os postos ficarão em Muriaé e Além Paraíba.

O consórcio que vencer a licitação terá que duplicar cerca de 800 quilômetros de estrada. O Ministério dos Transportes informou que o leilão da BR-040 pode sair ainda neste ano. Já a concessão da BR-116 ficará para 2014.

As sugestões podem ser enviadas até 18h do próximo dia 11, pelo formulário de contribuições disponibilizado no site da Agência, ou por correspondência, para o endereço SCES Trecho 3, Lote 10 – Polo 8 do Projeto Orla – CEP 70.200-003 – Brasília/DF.




Fonte: G1




Confira também

Concursos em MG: órgãos abrem inscrições nesta segunda para mais de 130 vagas

Pelo menos três órgãos abrem as inscrições nesta segunda-feira (24) para concursos públicos em Minas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *