Morte em Ubá entra nas estatísticas de vítimas do período chuvoso em Minas



O último boletim da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (CEDEC), divulgado nessa terça-feira (13), incluiu a morte de Patrick Pires Nogueira, de 6 anos, nas estatísticas de vítimas do período chuvoso 2017/2018 em Minas Gerais. Ele foi a 12ª vítima das chuvas no Estado.

O caso aconteceu em Ubari, na zona rural de Ubá. Na última quinta-feira (8), segundo informações de familiares, a criança brincava de bicicleta e ao passar em uma ponte sobre um córrego no qual o nível das águas estava elevado devido às chuvas, se desequilibrou vindo a cair, sendo arrastada pela correnteza. O corpo só foi localizado pelo Corpo de Bombeiros na sexta-feira (9), a aproximadamente um quilômetro de distância da ponte preso no galho de uma árvore.

Outras onze pessoas perderam a vida durante temporais. Na capital mineira, um idoso morreu após ser atingido por um muro que caiu sobre a casa dele e o motorista de um táxi faleceu depois de ser atingido por uma árvore. Um jovem atingido por raio em São Gotardo, na Região do Alto Paranaíba, de uma mulher que foi arrastada pela água ao tentar atravessar um córrego em Resende Costa, na Região Central. Também foram registradas duas mortes em Urucânia, na Zona da Mata, outras duas em Uberaba, no Triângulo Mineiro, uma em Perdizes, outra em Ribeirão das Neves, na Grande BH, e uma em Matipó.




O número de mortes em decorrência das chuvas pode aumentar, pois há pelo menos duas pessoas desaparecidas em Urucânia e outra em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Fonte: Guia Muriaé, com informações do Estado de Minas

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.