Natividade limita funcionamento dos comércios e adota toque de recolher

A Prefeitura de Natividade, no Noroeste Fluminense, baixou decreto que limita o funcionamento das atividades econômicas e adota o toque de recolher na cidade.

A medida foi tomada pelo prefeito Severiano Antônio dos Santos Rezende após recomenda do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) a Natividade e outras cidades vizinhas, incluindo Itaperuna.

A partir de segunda-feira, dia 22 de março, fica proibido o funcionamento dos seguintes estabelecimentos e serviços/atividades:

* Academias, estabelecimentos afins e práticas de esporte de qualquer natureza, seja em espaços abertos ou fechados

* Cultos, festas e aglomerações presenciais de cunho religioso

* Comércio a céu aberto, incluindo feiras e camelôs

* Clubes, quadras de esportes e áreas de lazer públicas e privadas

* Qualquer evento público ou privado

* Casas noturnas e similares

* Parques municipais

* Aulas presenciais

* Velórios cuja causa da morte seja covid-19

Também fica proibido o funcionamento do Sitio dos Milagres (Água Santa).

Permanece autorizado o funcionamento de mercados, padarias, quitandas, aviários, açougues, distribuidores de bebidas, farmácias, petshop, postos de combustíveis, oficinas, lojas em geral, bancos, lotéricas, escritórios profissionais (advogados, contadores, etc), salões de beleza e barbearias desde que observada as normas sanitárias para conter o covid-19 (incluindo uso de álcool em gel e máscara), sendo que cada estabelecimento ainda tem regras específicas como horário de funcionamento.

Fica estabelecido ainda o toque de recolher entre 22h e 5h, no qual todos deverão permanecer em suas casas, sendo o deslocamento durante tal período permitido apenas em casos de tratamento de saúde ou emergência.

Fonte: Guia Muriaé


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo