Polícia Civil alerta sobre crime de intolerância religiosa

Guia Muriaé no WhatsApp
Foto: Guia Muriaé
Intolerância religiosa é crime! Neste domingo (21/01), é o “Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa”. A Secretaria de Estado de Polícia Civil (Sepol) do Rio de Janeiro alerta sobre medidas que podem ser adotadas pelo cidadão para denunciar e prevenir esse tipo de delito em qualquer situação e época do ano.

A intolerância religiosa consiste na discriminação ou preconceito em relação à religião ou crença de alguém. O crime é inafiançável e fere a liberdade e a dignidade humana. A pena para quem comete o ato criminoso pode ir de um a três anos de prisão, além de multa. É considerado crime também quando a discriminação acontece por meio das redes sociais e outras publicações na internet. Caso seja vítima é fundamental fazer o registro de ocorrência.

A Secretaria de Estado de Polícia Civil conta com a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), criada para investigar casos que tenham como motivação crimes de ódio e discriminação, como racismo, injúria, xenofobia, homofobia e outros tipos de preconceito. Vale ressaltar que todas as delegacias do estado também registram esses tipos de delitos.

A titular da Decradi, delegada Rita Salim, ressalta que a melhor forma de combater a intolerância é a “conscientização da liberdade de crer ou não crer, bem como o respeito à diversidade de crença, independentemente das escolhas e concepções religiosas”.

Fonte: PCERJ

WhatsApp Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754
Seguir o Guia Muriaé no Google News
📲 Acompanhe o GUIA MURIAÉ - Facebook / Instagram / Telegram / Threads / TikTok / Twitter / YouTube / WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Guia Muriaé no WhatsApp
Botão Voltar ao topo