Polícia Civil prende suspeitos de roubos de veículos, cargas e comércios na região



A Polícia Civil realizou nessa quinta-feira (11), em Além Paraíba, a operação “Vivo”, que resultou na prisão de três suspeitos de integrarem uma organização criminosa especializada em roubos de veículos, cargas e comércios em geral.

Os três presos estavam foragidos da Justiça e um deles é suspeito de ter praticado roubos à mão armada nos municípios de Leopoldina, Santo Antônio do Aventureiro, Além Paraíba, Rio de Janeiro e região serrana do Estado do Rio de Janeiro.

Segundo a Polícia Civil, além dos crimes no Rio de Janeiro, um dos presos, natural de Leopoldina, é suspeito do roubo a uma loja de telefonia em novembro do ano passado em Além Paraíba, onde na ocasião o mesmo teria sido reconhecido pelas vítimas.




Em Leopoldina, ele também é suspeito de ter assaltado uma joalheria em março de 2017. Na época, o comércio localizado na Barão de Cotegipe foi assaltado no final da tarde de 9 de março, quando dois indivíduos, após a ação criminosa, fugiram do local em uma motocicleta Yamaha de um funcionário da loja e durante a fuga se envolveram em um acidente no cruzamento das ruas Presidente Carlos Luz com Gabriel Andrade Junqueira.

Eles ainda tomaram de assalto um veículo Ford F1000 vermelha para empreenderem fuga, seguindo em direção à BR-116, onde nas proximidades do trevo de acesso à Cataguases abandonaram o veículo e se embrenharam no meio do mato.

Os três homens, com idades entre 30 e 36 anos, foram abordados ontem em um posto de combustíveis, localizado na BR 393, em Além Paraíba. Eles estavam em um veículo Fiat Siena, placas de Belford Roxo (RJ). O homem de Leopoldina estava na companhia de outros dois indivíduos foragidos da Justiça do Rio de Janeiro. Eles foram presos de imediato pelos policiais e encaminhados para a 28ª Delegacia de Além Paraíba.

A ação foi coordenada e chefiada pelos delegados Marcos Vignolo Alves e Thiago Carvalho Curi, pelo inspetor Antonio Carlos Silveira e pelo sub-inspetor Daniel Alves, contando com os investigadores Gustavo Alencar, Eduardo Costa, Tony Angelo, Gustavo Tartari, Rafaela Santos, além dos Escrivães Jorge Adilson e Maelle Gomes.

Todo o procedimento foi supervisionado pelo chefe do 4º Departamento de Polícia Civil, Carlos Roberto da Silveira Costa, e pelo delegado regional de Leopoldina, Carlos Eduardo Santos Rodrigues.

Fonte: O Vigilante Online

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.