Primeiro grupo do ATeG Agroindústria QMA aberto em Manhuaçu

O Sindicato dos produtores Rurais de Manhuaçu mobilizou 20 produtores de Queijo Minas Artesanal da região para formar o primeiro grupo do programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) Agroindústria do Sistema FAEMG/SENAR/INAES na regional de Viçosa. O gerente do Escritório Regional, Marcos Reis esteve com Sindicato apresentando o programa aos produtores.

Os participantes são dos municípios de Manhuaçu, Luisburgo, Manhumirim, São João do Manhuaçu, Matipó, Caputira, Abre Campo, Santa Margarida e Durandé e estão sendo acompanhados pelo técnico de campo Ítalo Stoupa Vieira.

“A maioria são pequenos produtores, carentes de informações técnicas relacionadas ao manejo de produção de leite e a produção de queijo. Teremos um trabalho desafiador na tentativa de melhorar a qualidade sanitária das produções e a sustentabilidade econômica da atividade. Me entusiasma a possibilidade de auxiliar o produtor de queijo da nossa região melhorar sua condição de vida”, destacou o técnico.

Márcio Rodes é de uma família que beneficia leite há quatro gerações em Manhuaçu. Há mais de 20 anos no ramo, o produtor acredita que o ATeG será de grande valia para o Laticínio Bom Pastor, especialmente na gestão do negócio. “Conhecemos os resultados positivos do ATeG na cadeia do Café aqui na região e a oportunidade de ter essa assistência também para a Agroindústria nos anima. Esse atendimento tem a anuência do Sistema FAEMG, e isso demonstra a seriedade do programa. Espero que o grupo seja dedicado para que em breve tenhamos excelentes resultados”.

“O programa foi bem aceito e acredito que será uma ferramenta muito importante para os produtores que tem uma pequena agroindústria, com sua produção familiar. Certamente a experiência do técnico vai alavancar essa cadeia aumentando a qualidade dos queijos e beneficiando a nossa economia”. – Antônio Teodoro, presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Manhuaçu.

“Visitamos cerca de 40 produtores durante a sensibilização e mobilização e selecionamos uma turma diversa Encontramos produtores que trabalham com 30 litros e outros com 800 litros de leite na produção e todos sairão ganhando. Temos pessoas no grupo que já produzem queijos muito bons e que vão melhorar com o auxílio do ATeG. Estamos confiantes de que faremos uma mudança radical na área. A esperança é ganharmos destaque pela qualidade assim como já acontece na região da Serra da Canastra”. – Isaura Paixão, mobilizadora do Sindicato dos Produtores Rurais de Manhuaçu.

Fonte: Senar MG

Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo