Semana deve ser a mais fria do ano na região e mínima pode chegar a 7ºC

A última semana do mês de junho será marcada por tempo seco e temperaturas baixíssimas na Zona da Mata.

Segundo Claudemir de Azevedo, meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), está será a semana com recordes de [baixa] temperatura na região. A semana começa sob a atuação de uma massa de ar tropical marítima, também conhecida como Anticiclone do Atlântico Sul, em todo o estado de Minas Gerais.

Ruibran dos Reis, climatologista do Climatempo, explicou detalhes sobre sistema. “Essa massa de ar é formada pela Circulação Geral da Atmosfera, o que significa que ela atua durante todo o ano entre o Brasil e a África. Durante os meses de outono e inverno, ela ganha intensidade no continente em virtude da diminuição do calor emitido para a atmosfera”, afirmou.

A segunda-feira (28) começa com queda acentuada das temperaturas, por conta de uma massa de ar frio de origem polar, que chega à região Sudeste do Brasil e substitui o anticiclone. O fenômeno aumenta a nebulosidade nas cidades da região, que devem registrar céu parcialmente nublado sem chuvas até o fim da semana.

Entre terça (29) e quarta-feira (30) uma frente fria chega à região. O sistema fará com que a nebulosidade aumente ainda mais, além de diminuir as temperaturas.

A mínima durante a semana em Muriaé deve ficar na casa dos 10ºC. A temperatura mais baixa na Zona da Mata está prevista para Juiz de Fora, onde os termômetros podem chegar a 7ºC. A mínima em Viçosa pode chegar a 9ºC e em Leopoldina em 11ºC.

Fonte: Guia Muriaé, com informações do G1


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo