Suspeito de mandar executar empresário é preso em Ervália

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e a Polícia Civil de Minas Gerais (MPMG), em apoio à Polícia Civil do Tocantins, participaram nesta segunda-feira, 17 de maio, de ação conjunta que efetuou a prisão preventiva de dois homens suspeitos de tentar executar uma família de ciganos na cidade de Paraíso do Tocantin.

As prisões são resultado da Operação Gipsy Kings, deflagrada nesta manhã, nos estados do Pará e Minas Gerais, para cumprimentos de três mandados de prisões preventivas e de busca e apreensão.

Conforme as apurações, os homens presos são o suposto mandante e intermediário do crime. Eles foram capturados nas cidades de Ervália e Aimorés, em Minas Gerais. No andamento das investigações, que foram realizadas em parceria com o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco-MG), foi identificado que o intermediário do crime preso em Aimorés é suspeito de integrar um grupo criminoso especializado em praticar homicídios a mando.

As diligências estão sendo realizadas para que o terceiro suspeito, outro pistoleiro que deu suporte à fuga do principal executor do crime, seja preso em Altamira/PA. Equipe policiala compareceu à casa do indivíduo, mas ele não chegou a ser localizado. Apenas o veículo usado no dia do crime foi apreendido.

A ação conjunta é conduzida pela 6ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (Deic – Paraíso do Tocantins), com o apoio das Polícias Civil e Militar do Pará, do Gaeco de Governador Valadares e da Zona da Mata e das polícias Civil e Militar de Minas Gerais.

O crime

De acordo com o delegado responsável pelo caso, no dia 8 de fevereiro de 2021, dois homens chegaram a uma residência e efetuaram disparos de arma de fogo contra uma família de ciganos na cidade de Paraíso do Tocantins.

Um homem, que seria o pai da família, veio a óbito pelos ferimentos causados pelar arma de fogo. Os dois enteados que tentaram prestar socorro à vítima também foram alvejados, mas foram socorridos e ficaram vivos.

As investigações apontaram que a vítima teria mantido um relacionamento amoroso com a esposa do mandante do crime, motivando o ocorrido.

Na manhã de hoje, o mandante do crime foi preso em flagrante delito pelo crime de posse de arma de fogo na cidade de Ervália. Em Altamira, a polícia encontrou armas de fogo e diversas munições.

Fonte: MPMG


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo