Verão começa com previsão de muita chuva em Minas Gerais

O verão no Hemisfério Sul começou oficialmente neste domingo (22), à 1h19 (horário de Brasília) e vai até 20 de março de 2020. A estação mais quente do ano, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), é marcada pela elevação de temperatura em todo o país, devido à posição da Terra em relação ao Sol, tornando os dias mais longos que as noites

O verão se caracteriza também pelas mudanças rápidas nas condições de tempo, com chuvas fortes, queda de granizo, ventos com intensidade variando de moderada à forte e descargas elétricas, principalmente nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país.

Em 2020, o verão não terá a influência dos fenômenos El Niño (aquecimento das águas do Oceano Pacífico) e La Niña (fenômeno caracterizado esfriamento das águas do Pacífico). Segundo o Inmet, os principais centros internacionais de meteorologia indicam probabilidade elevada de neutralidade e se mantenha ao longo de toda a estão.

“Com a neutralidade do Pacífico Equatorial, outras regiões oceânicas devem ter influência sobre o regime de chuvas durante os primeiros meses de 2020 no Brasil, como a temperatura na superfície do Oceano Atlântico Sudoeste junto à costa do Rio Grande do Sul, Uruguai e norte da Argentina, e o Atlântico Subtropical, próximo à costa do Nordeste brasileiro”, informou o Inmet.

Confira as previsões por região:

Região Sudeste

A Região Sudeste tem previsões para o verão, de chuvas variando dentro da faixa normal ou acima em grande parte de Minas Gerais e no centro-norte do Espírito Santo. Nas demais áreas, as probabilidades indicam chuvas abaixo da média.

Região Norte

As condições climáticas para este verão, segundo o Inmet, são de probabilidades de chuvas dentro da faixa do normal ou abaixo, especialmente em áreas dos estados do Pará e Amazonas. No Tocantins, há uma indicação de chuvas dentro da faixa normal.

Região Nordeste

Na Região Nordeste, a previsão para o verão 2020, indicam que maior probabilidade de chuvas acima da média nos estados da Bahia, Alagoas e Pernambuco, assim como no sul dos estados do Maranhão e Piauí. Nas demais áreas, há um risco de as chuvas ficarem abaixo da média.

“Vale lembrar que temperaturas serão predominantemente elevadas na região, porém, nas localidades onde há a probabilidades de chuvas acima da média, os termômetros devem registrar temperaturas levemente inferiores à média”, destacou o Inmet.

Região Centro-Oeste

Para o Centro-Oeste, as previsões para o verão são de probabilidade de que o acumulado de chuvas seja dentro da faixa normal ou acima em grande parte da região, exceto no centro-sul do Mato Grosso, sul de Goiás e parte de Mato Grosso do Sul, onde há probabilidade de chuvas inferiores.

“As previsões indicam que as mesmas devem ultrapassar a média ao longo da estação” informou o instituto.

Região Sul

No Sul do país, há probabilidade de chuvas dentro da faixa normal ou acima em praticamente toda a região, principalmente no Rio Grande do Sul e parte de Santa Catarina. As temperaturas devem ser predominantemente elevadas, porém dentro da normalidade do verão na região.

Fonte: Agência Brasil


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo