Criança de Muriaé que teve sarampo já se recuperou e está em casa

O Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde, divulgado nessa quarta-feira (23), confirmou o primeiro caso de sarampo em Muriaé.

A paciente é uma criança de 3 anos. A menina apresentou os sintomas em 8 de setembro, foi internada no Hospital São Paulo, onde recebeu tratamento e fez os exames. Ela já se recuperou da doença e está bem.

A criança também recebeu a vacina no tempo correto, não viajou e não estuda. Por isso, a situação está controlada.

O sarampo é uma doença viral, infecciosa aguda, grave, transmissível, altamente contagiosa e comum na infância. A doença começa inicialmente com febre, exantema (manchas avermelhadas que se distribuem de forma homogênea pelo corpo), sintomas respiratórios e oculares.

Vacinação contra a doença – A única maneira de evitar o sarampo é por meio da vacina. Todas as unidades de saúde da cidade e distritos estão abastecidas com as doses. O público-alvo nesta primeira fase da campanha é crianças de 6 meses a menores de 5 anos. Já a vacinação de adultos de 20 a 29 anos será entre 18 e 30 de novembro. É necessário apresentar cartão de vacina da criança.

A Secretaria Municipal de Saúde frisa que a vacina está sendo aplicada de forma escalonada. O objetivo é evitar o desperdício, já que cada frasco contém dez doses que duram apenas oito horas após aberto.

Confira abaixo o esquema escalonado de vacinação:

* Segunda-feira: Santana, Aeroporto, Santa Terezinha, Dornelas, Belisário e Marambaia;
* Terça-feira: Gaspar, Joanópolis, Santo Antônio, Policlínica do Safira e Boa Família;
* Quarta-feira: São Pedro, São Francisco, Porto e José Cirilo;
* Quinta-feira: São Gotardo, Inconfidência, Barra II, Bom Jesus da Cachoeira e Vermelho;
* Sexta-feira: Barra I, Planalto, São Cristóvão, Cardoso de Melo, Itamuri, Primavera e Patrimônio São José.

Fonte: PMM


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo