Home / Notícias / Saúde e Bem-Estar / Secretário de Estado de Saúde fala sobre o controle do câncer de mama em Muriaé

Secretário de Estado de Saúde fala sobre o controle do câncer de mama em Muriaé

Secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques, falou sobre o programa estadual do controle do câncer de mama

O Hospital do Câncer de Muriaé da Fundação Cristiano Varella (FCV), umas das referências no tratamento oncológico em Minas Gerais, realizou nesta sexta-feira (7) pelo quarto ano consecutivo o Encontro de Gestores do SUS. O evento reuniu secretários municipais de saúde, coordenadores e responsáveis pelo Tratamento Fora do Domicílio (TFD) para discutir “parcerias que geram saúde”. A instituição, que tem 95% dos atendimentos feitos pelo SUS, faz cerca de 300 mil procedimentos médicos ao ano e atende a 190 novos casos de câncer ao mês, referentes a população de 269 municípios.




Convidado para palestrar sobre o programa estadual do controle do câncer de mama e a nova lei 12.732/2012 do Ministério da Saúde, que visa o início do tratamento de câncer em até 60 dias após do diagnóstico, o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge de Souza Marques, destacou a excelência do trabalho desenvolvido pela FCV, falou sobre a situação atual do câncer de mama em Minas Gerais e as medidas adotadas para minimizar os impactos da doença que mais mata mulheres no mundo. “A questão da nova lei é louvável, porém as questões que a envolvem são bem mais complexas, mas, em Minas, antes mesmo dela ser criada, já trabalhamos com uma deliberação para que o início do tratamento do câncer aconteça em 30 dias após a descoberta”.

Antônio Jorge ressaltou, ainda, que até outubro deste ano, a faixa etária para que seja realizado o exame de mamografia sem pedido médico passará da faixa de 45 a 69 anos para 40 a 69 anos. “A ideia é tornar a descoberta e tratamento da doença cada vez mais precoce. Isso implicará em mais que dobrar o número atual de exames realizados em 2010”, disse, acrescentando também que com a nova lógica de atendimento, via Cacon/Unacon, desde dezembro de 2012, já permitiu assistência a mais de 800 mulheres.

Entre outras ações da SES/MG relacionadas ao tratamento da doença está a implantação nos próximos dias de mais dois mamógrafos móveis percorrendo cidades do interior de Minas para realização dos exames para diagnóstico. Hoje, já são oito unidades móveis. Além dessa iniciativa, está firmado contrato com a Instituição Feluma para a capacitação dos médicos do Estado para Ultrassonografia mamaria e mamografia; a criação de portal onde as referências regionais e municiais poderão acompanhar as pacientes com alteração de mamografia Bi-rads 4,5 e 6, inclusive com informações sobre onde a paciente está se tratando; contratação de Call Center para orientações sobre fluxograma do câncer de mama, locais dos mamógrafos e busca ativa das pacientes com mamografia indicando as categorias de Bi-rads 4,5 e 6 (com atividades iniciadas em 07 de março de 2013). Há também incentivo de R$ 1.000 por mulher para a unidade realizar a definição diagnóstica e iniciar o tratamento.




O encontro discutiu também as redes de atenção à saúde (Atenção básica, média e alta complexidade) com palestra da diretora da Gerência Regional de Manhumirim, Soraia Ferreira de Carvalho; a importância da pactuação e o funcionamento da regulação; a prevenção e controle do Câncer de Colo de Útero e Mama, com o representante da Coordenação Estadual de Controle do Câncer de Colo do Útero e Mama da SES/MG, Elói Martins Diniz da Silva; o papel da atenção básica na prevenção, encaminhamento e acompanhamento de pacientes em tratamento ou paliativo, com o gerente Regional de Saúde da GRS/Ubá, Franklin Leandro Neto, o cenário atual da FCV, o diretor administrativo do Hospital, Sérgio Dias Henriques.

Participaram ainda o diretor-presidente da FCV, Carlos Alberto Campos de Carvalho, o prefeito de Muriaé, Aloysio Navarro de Aquino, o secretário Municipal de Saúde de Muriaé, Roberto Monteiro de Castro, o deputado Federal e idealizador da FCV, Lael Varella, o deputado Estadual, Dr. Wilson Batista, entre outras autoridades políticas locais.




Fonte: Agência Minas

Confira também

Centro de Saúde da Mulher e da Criança passa a oferecer testes do Pezinho e da Orelhinha

O Centro de Saúde da Mulher e da Criança está oferecendo dois importantes exames para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *