Sargento Joel diz que articulação política foi desfeita e que continuará como oposição



Sargento Joel

O vereador reeleito Sargento Joel, do PMDB, divulgou nota esclarendo o suposto acordo que teria sido feito na última semana e que pegou parte da população muriaeense de surpresa. O acordo que teria sido feito na última terça-feira (23) levaria o vereador a presidência da Câmara Municipal de Muriaé em 2013 e passaria a integrar a base aliada do próximo governo (2013/2016). Segundo o vereador, o acordo teria sido uma articulação política feita dentro da Câmara de Vereadores, mas que já teria sido desfeita.

Em contato com o Guia Muriaé, o vereador afirmou que continuará como oposição e que vê a base de oposição para a próxima legislatura consolidada com os vereadores Helena Carvalho e Manoel Carvalho, também do PMDB, além de Jair Abreu, do PT.

Confira a nota de esclarecimento na íntegra:

Eu, o Vereador Sargento Joel venho através deste, informar ao povo de Muriaé que EM MOMENTO ALGUM DEIXEI DE PERTENCER AO PARTIDO POLÍTICO PMDB, E MUITO MENOS, DEIXEI DE SER A VOZ DE OPOSIÇÃO DESSA CIDADE. Continuo trabalhando a favor do povo. Povo este que clama por justiça, diante das inúmeras irregularidades que ocorrem em nosso município. Quero deixar claro ao povo de Muriaé que o que os meios de comunicação divulgaram de forma maliciosa e dissimulada foi uma MERA ARTICULAÇÃO POLÍTICA DENTRO DA CÂMARA DE VEREADORES – QUE INCLUSIVE JÁ SE ENCONTRA DESFEITA, e JAMAIS UM SUPORTE AO GOVERNO ELEITO, conforme foi divulgado.

Sou um homem íntegro e de caráter, NUNCA ACEITEI E JAMAIS ACEITAREI PROPINAS, visto que tenho um nome a zelar e mais aindad, represento toda uma população de bem, sendo também o exemplo dos meus filhos no que tange à ética e à moral. SOU DO PARTIDO DE OPOSIÇÃO PMDB, partido esse que me direcionou rumo à vitória de 3 (três) pleitos consecutivos. TENHO ORGULHO DE PERTENCER AO MESMO.

Sem mais, peço desculpa pelos transtornos e mal entendidos ocorridos e me coloco a disposição da população.

Muriaé, 28 de outubro de 2012

Vereador Sargento Joel – PMDB – MURIAÉ

Fonte: Guia Muriaé

Últimas notícias em vídeo



Um comentário para “Sargento Joel diz que articulação política foi desfeita e que continuará como oposição”

  1. Regina Areal says:

    O que me deixa estarrecida é esta coragem de dizer uma coisa hoje e outra amanhã como se nada pudesse acontecer como consequência!!! A impunidade é a certeza dessa total falta de compromisso com a verdade! O eleitor tem que saber que as coisas não são assim… que a imprensa de Muriaé, como de todo país, erra, todos sabemos, mas é preciso diferenciar o certo do errado!!! Neste caso específico o erro não foi de TODA A IMPRENSA DE MURIAÉ!!! Quem não pesou as consequências de seus atos e declarações foi o vereador em questão, ele acreditou que estava acima de tudo e de todos, acreditou que por ter sido o mais votado poderia fazer o que achasse melhor, se achou no direito de agir sem ouvir a base do partido que o elegeu… sinceramente não entendi o que passou na cabeça dele!!! “A articulação política foi desfeita” – vergonha total! Como podemos acreditar? Quem poderá confiar? As imagens não negam o entrosamento dos atores envolvidos, as declarações INCISIVAS sobre a decisão unicamente pessoal do vereador e o aviso de sua futura candidatura para prefeito não deixam dúvidas de sua “segurança”, só não contavam com o clamor público, com o repúdio e a indignação da população… ou seja, o tiro saiu pela culatra! Bom, o desfecho foi mais melancólico… ” a emenda ficou pior que o soneto”. Resta ao povo de Muriaé se informar direito sobre tudo isso, não aceitar “desculpas” esfarrapadas e politiqueiras, fiscalizar as ações e postura dos envolvidos durante estes 04 anos e exigir o cumprimento das promessas feitas, a resposta a esta vergonha deverá ser dada em 2016! ACORDA MURIAÉ!!!

Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.