Home / Notícias / Cidade / Ambientalista denuncia que esgoto da Penitenciária de Muriaé é jogado no rio sem o devido tratamento

Ambientalista denuncia que esgoto da Penitenciária de Muriaé é jogado no rio sem o devido tratamento

O ambientalista Renato Sigiliano denunciou, em seu perfil em uma rede social, que o esgoto produzido diariamente pelos 640 presidiários e 180 funcionários da Penitenciária Manoel Martins Lisboa Júnior, em Muriaé, é jogado no Rio Glória sem o devido tratamento.

“Depois de correr a céu aberto e formar até uma cachoeira, o esgoto é jogado in natura no Rio Glória, próximo ao encontro com o Rio Muriaé. Mais absurdo que isto é que a unidade prisional conta com uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) abandonada há 12 anos. A água que abastece o presídio vem de um poço artesiano com 120 metros de profundidade, limpíssima. Ou seja, as descargas dos vasos sanitários usam água de mina para carrear o esgoto ao rio”, denunciou Renato Sigiliano em uma postagem no Facebook.

Fonte: Guia Muriaé




Confira também

Precisando de gás ou água? Liga para o Mauro!

Fim de semana chegando, não fique sem gás de cozinha ou água em casa! Em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *