Retrospectiva 2014: veja o que foi notícia no mês de abril em Muriaé

Confira a primeira parte da retrospectiva 2014 e veja o que foi notícia no mês de abril em Muriaé.

Cidade

O ambientalista Renato Sigiliano alertou que as obras de contenção de enchentes em Muriaé podem destruir nascentes de água na Bacia do Rio Preto. Segundo o ambientalista, ao menos seis nascentes estão “marcadas pra morrer” com a construção da barragem no Rio Preto.

A Defesa Civil de Muriaé instalou, próximo ao Centro Administrativo, a primeira estação hidrológica do município. O aparelho fornece dados referentes ao nível do Rio Muriaé e também dá informações quanto a vasão do mesmo auxiliando com isso as ações de Defesa Civil na cidade.

O aterro sanitário de Muriaé é inaugurado. Localizado na região denominada Retiro do Campo Formoso, na zona rural do município, o aterro foi construído em uma área superficial de 195.570,308 m², o aterro terá vida útil de aproximadamente superior a 20 anos.

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais determinou o bloqueio absoluto da ponte de acesso ao clube Via Park (antigo Lelente Campestre Clube), localizada sobre o rio Preto, na zona rural de Muriaé. Após fiscalização, foi constatado que a ponte em questão oferece risco de desabamento. De acordo com laudos, a estrutura pode desabar a qualquer momento.

A Cervejaria Petrópolis é confirmada para se instalar no Distrito Industrial de Muriaé. A empresa gera cerca de 150 empregos diretos na cidade e ganhou permissão para construir no local uma central de distribuição da marca Itaipava.

Muriaé é o primeiro município do estado de Minas Gerais a realizar a Semana Municipal de Prevenção de Acidentes de Trabalho (SEMPAT). O evento foi realizado pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) do Departamento Municipal de Saneamento Urbano (DEMSUR). Durante a reunião foram apresentadas estatísticas de acidentes de trabalho no Brasil e no município e vídeos sobre o cuidado com a prevenção.

A Prefeitura de Muriaé reiniciou o asfaltamento das ruas na cidade. Nesta etapa, acontece o asfaltamento de mais de 50 mil metros quadrados em ruas de diversos bairros da cidade.

Durante as comemorações de sete anos de atividades, o 47º Batalhão de Polícia Militar realizou uma ação social no bairro Aeroporto. As ações contaram com diversos serviços de utilidade pública, apresentações de cães adestrados do Canil da ROCCA de Muriaé e da Banda de Música da PMMG de Juiz de fora.

O Residencial Vermelho 2 entrou em fase de conclusão. Através do Programa Minha Casa, Minha Vida, centenas de famílias poderão realizar o sonho da casa própria. As residências possuem no total 78 metros quadrados, sendo 52 metros quadrados de área construída, agora eles recebem pinturas e também o acabamento da área externa com calçadas e grama. O sistema de aquecimento solar já foi instalado. As casas são independentes e possuem 2 quartos, sala, banheiro, cozinha e área de serviço.

Foi registrado, no dia 29 de abril, a noite mais fria do ano com 12,2ºC.

A Rádio Muriaé comemorou 70 anos de fundação e a Igreja Cristã Maranata 30 anos.

Nota de falecimento: Adão José da Silva.

Policiais

Dois homens foram presos e 30 veículos apreendidos em operação da Polícia Civil em Muriaé. Os envolvidos atuavam no ramo de revenda de automóveis e são acusados segundo o Delegado Regional Dr. Luis Carlos, pelo crime de lavagem de dinheiro, feita com a compra e venda de carros.

Após receber uma denúncia anônima, a Polícia Militar prendeu, no Centro de Muriaé, um homem que estava vendendo “Viagra” e “rebite”. Com o autor, foram localizados 226 comprimidos de um estimulante sexual (Pramil) e 135 de um tipo de “rebite” (Nobesio Forte). Ambos foram proibidos no país pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Um jovem de 22 anos foi baleado próximo a uma casa de shows, localizada às margens da BR 116, e morreu a caminho do Hospital São Paulo (HSP). A vítima estava na área externa da casa de shows quando dois indivíduos chegaram em uma moto e efetuaram os disparos em sua direção. Outra pessoa que estava próxima a ele também foi atingida no pé e levada ao hospital. Na ocasião, a PM realizou rastreamento pela região, mas não localizou os autores.

A Polícia Civil e Militar, em uma ação conjunta, deflagraram a operação “Lava Pés”, que contou com 94 policiais e diversas viaturas e apreendeu armas de fogo, drogas e dinheiro no bairro José Cirilo e em Vermelho. A operação terminou com nove detidos.

Um homem foi preso acusado de estuprar a própria filha, de 16 anos, que tem problemas mentais. A prisão ocorreu no distrito de Itamuri. O autor confessou o crime e foi preso. Na casa dele foi encontrada ainda uma espingarda, calibre 36. Ele já tinha passagem por uma tentativa de homicídio no ano de 2003.

A Polícia Ambiental de Muriaé realizou a entrega de filés de peixes para instituições filantrópicas da cidade e região. Foram doados cerca de 100 Kg de filé de tilápia próprios para o consumo, distribuídos entre o Lar Ozanam e Casa da Menina em Muriaé, duas escolas públicas de Antônio Prado de Minas e o asilo Rosa Mística de Eugenópolis.

Um viciado foi preso após arrombar o carro de policial no bairro Dornelas. Ele foi localizado pela PM com um aparelho de som automotivo e dois óculos.

Dois corpos foram encontrados no Rio Muriaé. Romilton Alves Felipe, de 45 anos, morador do Rio de Janeiro, veio a Muriaé para visitar seus filhos que moram na cidade com sua ex-mulher. O outro corpo tratava-se de Noil José da Silva, de 45 anos, que era casado, pai de dois filhos, e morava em Rosário da Limeira.

Um jovem de 17 anos foi assassinado em plena luz do dia no bairro Dornelas. Wesley Crudelli de Paula, de 17 anos, era morador do bairro Santana e seguia de bicicleta pela Rua Francisco Cascelli quando foi atingido por um disparo nas costas, sendo que a bala saiu pelo tórax.

Um homem de 30 anos foi baleado no bairro da Barra e morreu após dar entrada no HSP. Paulo Roberto Rodrigues Duvanel, 30 anos, era morador da Rua Marechal Floriano, e estaria em casa quando indivíduos chegaram em uma moto e invadiram a sua residência e efetuaram vários disparos.

Quatro assaltantes invadiram uma marmoraria no bairro João XXIII e fizeram reféns. O bando chegou ao estabelecimento e rendeu funcionários e clientes. A PM foi acionada e conseguiu deter dois dos assaltantes, após troca de tiros. Eles chegaram a usar as vítimas como “escudo humano”. Foram recuperados com os assaltantes R$ 320 em dinheiro, jóias e dois celulares. Foi apreendido ainda um revólver calibre 38, com dois cartuchos intactos. Dois assaltantes conseguiram fugir.

Fonte: Guia Muriaé


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Experimentoe o Novo Livre