Retrospectiva 2014: veja o que foi notícia no mês de maio em Muriaé

Confira a primeira parte da retrospectiva 2014 e veja o que foi notícia no mês de maio em Muriaé.

Cidade

O plantio de hortaliças é destaque em Itamuri. A atividade beneficia diretamente 30 famílias de pequenos produtores rurais, que residem na comunidade. O apoio vem da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) de Muriaé. No local os horticultores cultivam 12 variedades de hortaliças, entre elas couve, cebolinha, alface, rúcula, agrião, almeirão, brócolis, chicória, mostarda e salsa.

O grupo de internautas “FaceMuri” se reuniu para combater o desrespeito à natureza na cidade. As ações ultrapassaram o meio virtual e já beneficiam o meio ambiente na prática. Para começar essa luta o grupo quer defender as nascentes de água. Na propriedade do produtor rural Francisco de Assis Castro Medeiros, que fica no distrito de Vermelho, há 12 quilômetros do centro, eles implantaram um projeto piloto de proteção a uma nascente de água. Ao redor da nascente foram plantadas 2600 mudas de 35 espécies diferentes: árvores frutíferas e nativas da Mata Atlântica. A meta é aproveitar a experiência em outras nascentes da cidade.

O município de Muriaé comemorou 157 anos de fundação. Em 16 de maio de 1855, pela “Lei nº. 724”, com o nome de São Paulo do Muriahé o distrito foi elevado à categoria de vila, desmembrando-se de São João Batista do Presídio. A vila de São Paulo do Muriahé seria elevada à condição de cidade apenas em de 25 de novembro de 1865, pela “Lei nº. 1257”. A denominação Muriaé só viria com a “Lei nº. 843”, de 7 de setembro de 1923.

As atividades do Clube da Maior Idade de Muriaé se tornaram o tema central do livro “CMI: reorganização de uma existência”. A obra tem autoria da psicóloga Letícia Tonello, que começou a acompanhar o grupo em 1998. No clube, os participantes participam de aulas variadas (como educação física, música, artes plásticas, artesanato, capoeira, dança e tricô), tem acesso a médico, psicóloga e advogada à disposição. As atividades incluem ainda campeonatos de sinuca, bingos, festivais de forró, palestras, entre outros.

A Comissão Especial para o Enfrentamento do Crack da Assembleia Legislativa de Minas Gerais esteve em Muriaé para discutir o alto índice de homicídios, que segundo os deputados teria relação direta com o tráfico de drogas.

O distrito de Vermelho serviu de cenário para o longa metragem “Quase samba” (foto), do diretor Rogério Targino. A montagem do set de filmagens e o trabalho da equipe mudou a rotina da região. Foram produtores, técnicos e artistas ensaiando e gravando sem parar.

Policiais

Uma denúncia anônima de tráfico de drogas levou a polícia ao bairro Sofocó. No local, os policiais prenderam um homem e com ele foram encontradas duas armas de fogo, 12 pacotes plásticos de cocaína, mais duas pedras grandes da droga e dois papelotes de maconha. Foram recolhidos também vários sacolés plásticos utilizados para “embalar” drogas, três balanças de precisão e R$ 735 em dinheiro.

Esportes

Diversos atletas participaram da 27ª edição da Corrida do Trabalhador em Muriaé. A competição em homenagem ao Dia do Trabalhador é realizada há 27 anos e estimula o esporte na região.

Fonte: Guia Muriaé


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Experimentoe o Novo Livre