Home / Notícias / Esportes / NAC rebate declarações de jogador que participou da seletiva

NAC rebate declarações de jogador que participou da seletiva


No último domingo (21), um jogador que participou da seletiva para o time profissional do Nacional de Muriaé usou as redes sociais para expressar seu descontentamento com supostas atitudes do clube.

O meia Lucas Cardoso, com passagem pelo Sub-20 do Cabofriense, foi um dos mais de 100 atletas que participaram seletiva do NAC, que tinha como objetivo avaliar jogadores para integrar o plantel que vai disputar o Módulo II do Campeonato Mineiro. Ele acabou sendo um dos cinco selecionados para se apresentarem junto ao elenco no último dia 2 de janeiro. Em tom de desabafo, ele afirmou que o clube negou alojamento e até mesmo alimentação, o que acabou fazendo com que ele voltasse para a casa.

Confira:




Diante da repercussão do caso, o Nacional divulgou uma nota onde afirma que em momento algum havia acordo de fornecimento de alojamento e alimentação para os atletas que vieram da seletiva.

Veja a nota na íntegra:

Com relação às postagens feitas pelo atleta Lucas Cardoso em uma rede social, cumpre-nos esclarecer alguns pontos:

– O Nacional Atlético Clube promoveu uma seletiva entre os meses de outubro e novembro de 2017 com o objetivo de descobrir atletas que poderiam fazer parte do elenco para o Módulo II do Campeonato Mineiro.

– Nessa seletiva, a avaliação foi designada a um observador técnico. No total, mais de 100 atletas passaram pela avaliação. O último ato do processo de seleção foi a realização de um jogo-treino, e essa partida foi observada pelo nosso treinador Márcio Pereira.

– Em decisão conjunta entre o treinador Pereira e o observador técnico, foram selecionados cinco atletas para se apresentarem junto ao elenco no dia 2 de janeiro. Ficou especificado também que os jogadores vindos da seletiva teriam que passar por uma avaliação mais minuciosa da comissão técnica, afinal o treinador só teve a oportunidade de observá-los em uma única ocasião.

– Os jogadores que vieram da seletiva foram devidamente apresentados no evento oficial promovido pelo clube no dia 2 de janeiro. A pedido da comissão técnica, o grupo da seletiva foi “dividido”, sendo que dois atletas treinaram na primeira semana e três na semana seguinte. O objetivo foi fazer uma observação melhor desses jogadores.

– Não é verdade que os atletas vindos da seletiva só ficaram treinando separado do restante do elenco. Todos tiveram a oportunidade de trabalhar com o grupo e ser observado pela comissão técnica. Tanto que dois jogadores vindos da seletiva farão parte do elenco para o Módulo II: o lateral-esquerdo Valdeir (treinou na primeira semana) e o zagueiro Nicolas (treinou na segunda semana).

– Em momento algum o clube se comprometeu a fornecer alojamento ou alimentação para os atletas em observação. Isso foi explicitado a todos eles desde o início.

– Lamentamos profundamente a situação enfrentada pelo atleta Lucas Cardoso em nossa cidade. Não tínhamos conhecimento da gravidade da situação.

– Refutamos por completo a insinuação de que o clube teria enganado alguém. Todo o processo da seletiva era do conhecimento dos atletas. O tratamento foi igual para todos.

– Por fim, desejamos sorte e sucesso ao atleta Lucas Cardoso, assim como aos demais que passaram por observação e não foram selecionados neste momento. São jogadores de qualidade e com futuro promissor no futebol e só temos a agradecer o interesse em defender as nossas cores.

Fonte: Guia Muriaé

Confira também

NAC anuncia seletiva de jogadores para o Campeonato Mineiro

Diferentemente do que foi anunciado inicialmente, o Nacional de Muriaé vai realizar uma seletiva de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *