Home / Notícias / Governo / Câmara de Muriaé autoriza repasse de quase R$ 2 milhões para a UPA

Câmara de Muriaé autoriza repasse de quase R$ 2 milhões para a UPA

A Câmara de Muriaé realizou, nesta terça-feira (31), uma sessão ordinária on-line a pedido do Executivo Municipal para votar dois projetos, sendo um que trata da autorização de crédito adicional suplementar em mais de R$ 1.7 milhões para a área de Saúde em Muriaé e o outro que promove alterações na estruturação administrativa do Fundo Previdenciário de Muriaé.

Sessão foi realizada on-line para proteger vereadores do contágio do Covid-19

Acatando as recomendações das autoridades da área de saúde e atentos ao fato de que há vereadores inclusos no grupo de risco, a sessão foi realizada de forma on-line, por meio da rede social WhatsApp.




Os trabalhos foram coordenados da Câmara, pelo presidente, vereador Carlos Delfim (PSDB), o secretário, vereador Reginaldo Roriz (PSD), o procurador jurídico Francisco Carvalho e representantes do quadro técnico funcional da Câmara.

Apenas o vereador Ademar Camarino (PROS) não pôde participar da sessão, mas justificou de forma adequada sua ausência. A Câmara está providenciando um aplicativo adequado para que o público possa ter acesso a sessões on-line, caso sejam necessárias realizar outras, mas, devido aos trâmites burocráticos necessários para a aquisição desse serviço, não foi possível tecnicamente para esta sessão incluir a participação popular.

Executivo recebe autorização de suplementar a saúde em mais de R$ 1.7 milhão




O destaque da sessão foi o projeto que abre crédito suplementar de R$ 1.721.958,22 para a área de saúde. Esses recursos serão destinados para manutenção das atividades da Unidade do Pronto-Atendimento (UPA).

Sempre propensos a aprovar a suplementação de crédito na área de saúde, todos vereadores aprovaram por considerarem significativa esta suplementação de crédito neste grave momento de pandemia mundial do coronavírus Covid-19, pois proporciona melhores condições estruturais para o município enfrentar os problemas decorrentes desta infecção que vem causando mortes em todo o planeta.




Já o outro projeto aprovado altera a estruturação administrativa do Fundo Previdenciário de Muriaé permitindo que o servidor que exerça sua presidência possa receber gratificação de até 100% em seu vencimento básico custeada pelo seu órgão de origem, para exercer essa atribuição no Fundo Previdenciário.

Votaram a favor, aprovando o projeto, os vereadores Carlos Macuco (PR), Celsinho (DEM), David Lacerda (DEM), Helena Carvalho (MDB), Ivanir do Gaspar (PR), Sargento Joel (MDB), Prof. Júlio Simbra (DEM), Lelei (DEM) e Ciso (PPS). Foram contrários ao projeto os vereadores Devail (PP), Evandro Cheroso (PR), Jair Abreu (PT), Dr. José Carlos (PSB), Drª Miriam (PSDB) e Reginaldo Roriz. O presidente não votou, pois, neste caso, só vota em caso de desempate.

Fonte: CMM


Confira também

Projeto obriga uso de máscara em toda Muriaé e prevê multa para quem não usar

O vereador Dr. José Carlos (PSD) protocolou na Câmara Municipal de Muriaé um projeto de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Experimentoe o Novo Livre