Saúde pública de Minas Gerais cria método inovador de prestação de contas ao paciente

Saúde pública de Minas Gerais

O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e da Rede Fhemig lançou, nesta sexta-feira (31), a “Conta Paciente”, uma ação inovadora no âmbito da saúde pública e que contribui para a transparência dos gastos públicos.

A “Conta Paciente” é uma prestação de contas aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), no sentido de informar, a cada paciente, de forma individualizada, os investimentos que foram realizados para a assistência à sua saúde durante o seu tratamento e/ou internação.

Fortalecer a cidadania

O secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge de Souza Marques, ressaltou que a conta representa o fortalecimento da cidadania, além de promover o amadurecimento da sociedade, na medida em que torna público para os usuários do SUS o custo dos serviços prestados. “A ‘Conta Paciente’ torna o paciente um fiscal dos custos realizados pelo governo para atendê-lo nos hospitais do Estado. A conta traduz a racionalidade e a eficiência dos gastos públicos. Embora a saúde não tenha preço, ela tem custo” pontuou o secretário.

A partir da próxima segunda-feira (3), todos os pacientes do Hospital Infantil João Paulo II, da Rede Fhemig, que tiverem alta, levarão para casa a sua prestação de conta. A expectativa é que, até o final de 2014, a “Conta Paciente” seja implantada em todos os hospitais da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais.

Transparência

“Nós trabalhamos sempre com a transparência e a oferta do melhor serviço aos nossos pacientes. Assim, a ‘Conta Paciente’ é uma ferramenta a mais da saúde pública e, principalmente, uma ação que permite a educação e a informação dos cidadãos. A Fhemig é pioneira ao oferecer aos usuários uma prestação de contas detalhada que mostra não somente os custos assistenciais, mas todos os recursos que foram disponibilizados para a realização do seu atendimento, ou seja, todos os custos diretos e indiretos”, esclareceu o presidente da Rede Fhemig, Antonio Carlos de Barros Martins.

Ainda segundo o presidente, caso haja alguma dúvida quanto aos valores e/ou ao número e à espécie dos procedimentos realizados, o cidadão poderá acionar a Ouvidoria, cujo telefone de contato é informado na própria “Conta Paciente”, para obter os esclarecimentos necessários.

Universalização

A diretora do Hospital Infantil João Paulo II, Helena Maciel, salientou que este é o primeiro passo no sentido da universalização da prestação de contas aos pacientes do SUS. A conta faz parte do Sistema Integrado de Gestão Hospitalar (SIGH), desenvolvido pela Rede Fhemig, e é uma base informatizada dos processos de todos os atendimentos do paciente. O SIGH gera informações que são disponibilizadas a todos os níveis gerenciais da Fundação, em tempo real.

Fonte: Agência Minas


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Experimentoe o Novo Livre