Home / Notícias / Governo / Saúde pública de Minas Gerais cria método inovador de prestação de contas ao paciente

Saúde pública de Minas Gerais cria método inovador de prestação de contas ao paciente

Saúde pública de Minas Gerais




O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e da Rede Fhemig lançou, nesta sexta-feira (31), a “Conta Paciente”, uma ação inovadora no âmbito da saúde pública e que contribui para a transparência dos gastos públicos.

A “Conta Paciente” é uma prestação de contas aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), no sentido de informar, a cada paciente, de forma individualizada, os investimentos que foram realizados para a assistência à sua saúde durante o seu tratamento e/ou internação.

Fortalecer a cidadania

O secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge de Souza Marques, ressaltou que a conta representa o fortalecimento da cidadania, além de promover o amadurecimento da sociedade, na medida em que torna público para os usuários do SUS o custo dos serviços prestados. “A ‘Conta Paciente’ torna o paciente um fiscal dos custos realizados pelo governo para atendê-lo nos hospitais do Estado. A conta traduz a racionalidade e a eficiência dos gastos públicos. Embora a saúde não tenha preço, ela tem custo” pontuou o secretário.

A partir da próxima segunda-feira (3), todos os pacientes do Hospital Infantil João Paulo II, da Rede Fhemig, que tiverem alta, levarão para casa a sua prestação de conta. A expectativa é que, até o final de 2014, a “Conta Paciente” seja implantada em todos os hospitais da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais.

Transparência

“Nós trabalhamos sempre com a transparência e a oferta do melhor serviço aos nossos pacientes. Assim, a ‘Conta Paciente’ é uma ferramenta a mais da saúde pública e, principalmente, uma ação que permite a educação e a informação dos cidadãos. A Fhemig é pioneira ao oferecer aos usuários uma prestação de contas detalhada que mostra não somente os custos assistenciais, mas todos os recursos que foram disponibilizados para a realização do seu atendimento, ou seja, todos os custos diretos e indiretos”, esclareceu o presidente da Rede Fhemig, Antonio Carlos de Barros Martins.

Ainda segundo o presidente, caso haja alguma dúvida quanto aos valores e/ou ao número e à espécie dos procedimentos realizados, o cidadão poderá acionar a Ouvidoria, cujo telefone de contato é informado na própria “Conta Paciente”, para obter os esclarecimentos necessários.

Universalização

A diretora do Hospital Infantil João Paulo II, Helena Maciel, salientou que este é o primeiro passo no sentido da universalização da prestação de contas aos pacientes do SUS. A conta faz parte do Sistema Integrado de Gestão Hospitalar (SIGH), desenvolvido pela Rede Fhemig, e é uma base informatizada dos processos de todos os atendimentos do paciente. O SIGH gera informações que são disponibilizadas a todos os níveis gerenciais da Fundação, em tempo real.

Fonte: Agência Minas

Confira também

Projeto de lei torna Belisário patrimônio hídrico de Muriaé

Deu entrada na Câmara Municipal de Muriaé um projeto de lei que institui o distrito …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *