Resumo Os Dez Mandamentos – Capítulo de hoje, 20/10

Vai ao ar hoje (20/10), na Record, o capítulo 152 da novela Os Dez Mandamentos. No capítulo desta terça-feira, o dia vira noite e as trevas deixam os egípcios apavorados. Tudo fica na escuridão e eles não conseguem manter nenhuma tocha acesa. O pânico toma conta do povo do Egito, que tradicionalmente tem medo de escuro.

Por ser hebreu, Uri acende tochas e livra Ramsés, Nefertari e Amenhotep da escuridão

A nona praga provoca um apagão no Egito e causa medo em toda a população. No palácio, Nefertari (Camila Rodrigues) sofre com a falta de luz e tenta não transparecer a aflição para Amenhotep (José Victor Pires), que morre de medo do clima sombrio. Único hebreu que ainda vive no palácio, Uri (Rafael Sardão) não é afetado pelo poder de Deus e consegue acender as tochas sem dificuldade. Ao descobrir, Ramsés (Sérgio Marone) ordena que joalheiro acompanhe a família real para que os aposentos permaneçam iluminados.

A cena está prevista para ir ao ar no capítulo desta terça-feira (20) às 20h30.

Vai ao ar, nos próximos capítulos:

“Simut está tendo a oportunidade de mostrar que é um sábio”, diz Renato Livera

Quem via Simut apenas como um assistente de sacerdote atrapalhado tem se surpreendido com a coragem do personagem de falar o que pensa sobre o poder do Deus dos hebreus, diante das pragas. Renato Livera, que já arrancou boas risadas do público no papel, diz que Simut está tendo a oportunidade de mostrar que é um sábio.

Simut, assim como vem acontecendo com outros egípcios, decidiu acreditar no que está diante de seus olhos: o poder do Deus dos hebreus. Para Renato Livera, o personagem nunca foi apenas um homem ingênuo.

─ Ele está tendo a chance de provar que pode até carregar uma ingenuidade em sua essência, mas que isto nada tem a ver com ignorância. Simut não é somente um assistente de sacerdote, até porque há tempos só tem falado a verdade. Ele é um verdadeiro sábio. Agora passa a imagem de um homem forte, que olha, encara, desafia e expõe opiniões.

O ator revela que a sensação é de estar começando a dar vida a um novo personagem, ainda cômico, mas com novo temperamento.

─ Temos duas coisas: o personagem e eu fazendo o personagem. Esta transição é bacana, pois também exige de mim. Para Simut, é um choque ter que abrir mão de tudo o que acreditou durante uma vida inteira. Os acontecimentos e decisões vão, com certeza, mudar as características dele. Vou manter o lado cômico do personagem até o fim, mas agora ele terá um temperamento diferente. É um desafio muito grande para mim nesta fase da novela e para Simut, que precisará enfrentar o mestre, faraó e questões sociais.

Renato Livera adianta que Simut seguirá o povo hebreu no caminho à Terra Prometida, mas conta que as cenas ainda não foram gravadas.

─ Estamos trabalhando dia a noite, a correria é enorme. Ainda não sei como esta redenção vai acontecer, como será a relação do Simut com os hebreus, inclusive é uma curiosidade minha. Ele vai, sim, mas vamos aguardar os detalhes.

Veja também os resumos semanais:

* Resumo da novela Os Dez Mandamentos – 19/10 a 23/10


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo