Adolescente confessa sessão de tortura e jogou menor ainda com vida em rio em Muriaé

A Polícia Civil identificou e localizou um adolescente de 17 anos acusado de matar um menor também de 17 anos em Muriaé.

O corpo foi localizado na manhã do último domingo (11), nas águas do Rio Preto, na altura do bairro São José.

A vítima trajava roupas femininas e estava com as mãos amarradas para trás e amordaçada. Posteriormente, o corpo foi reconhecido como sendo de Dejair Dias Fernandes, morador de Divino.

Na tarde dessa terça-feira (13), a Polícia Civil apresentou um menor que confessou o crime. Trata-se de um cidadão morador do bairro União, suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas naquela comunidade.

Foi apurado que a vítima foi morta após roubar um aparelho celular de uma moradora do bairro alguns dias antes do homicídio.

O adolescente então decidiu fazer justiça com as próprias mãos, buscando assim evitar que outros casos do tipo acontecessem no bairro.

A vítima foi torturada e espancada com um pedaço de pau. Dejair teve as mãos amarradas e foi amordaçado, tendo sido jogado ainda com vida no rio. Um exame de necropsia confirmou a causa da morte como afogamento.

Vítima do homicídio

Após prestar depoimento, a Polícia Civil dará sequência ao inquérito do homicídio.

Fonte: Guia Muriaé


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo