Criminoso do ‘Novo Cangaço’, e um dos 20 mais procurados em MG é preso no Tocantins

Joldean Lopes de Oliveira, de 34 anos, tem uma extensa ficha criminal por associação criminosa do "Novo Cangaço", como são conhecidos os assaltantes de bancos em Minas

A prisão de Joldean Lopes de Oliveira, um dos alvos prioritários do Sistema de Segurança Pública de Minas e que figurava no Procura-se, ocorrida nesta quinta-feira, 26, em Araguaína, no estado de Tocantins, coloca em evidência um trabalho conjunto do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e da Polícia Militar do estado que vem colhendo bons frutos nos últimos anos e levando ao sistema prisional alguns dos criminosos mais procurados e perigosos de Minas Gerais. Em menos de um ano, outros cinco procurados foram alvos de operações conjuntas e presos.

Clébio Pereira Rosa, conhecido como Clebim, teve a prisão realizadas pelo Gaeco, com?apoio da Promotoria de Tóxicos de Belo Horizonte e da Polícia Militar, em 16 de junho de 2021. Ele possuía mandados de prisão em aberto pelo crime de tráfico de drogas e era chefe de organização criminosa no Aglomerado da Serra, na capital mineira.

Alguns dias depois, no dia 26 de junho, foi preso Roger da Silva Galdino (Dentão), na cidade de Caldas Novas, no Estado de Goiás.? A prisão foi resultado do trabalho integrado entre o Serviço de Inteligência da PMMG, do Gaeco e da PM de Goiás. Dentão é considerado um dos principais distribuidores de drogas em Minas, especialmente cocaína, e o principal fornecedor do aglomerado Cabana do Pai Tomás.

Dionathan da Cruz Silva foi detido em 20 de novembro de 2021, após mais de 13 anos foragido da Justiça. Equipes do Gaeco de Ipatinga e da Polícia Militar participaram da ação, que foi realizada no Córrego do Aventureiro. Dionathan possuía mandados de prisão por homicídios, crimes contra a vida e tráfico de drogas.

Já Lucas Menezes da Cruz foi capturado em 7 de janeiro deste ano, em uma operação conjunta do Ministério Público e da Polícia Militar, no município de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O criminoso figurava na lista dos 21 alvos mais procurados pelo sistema de Justiça mineiro e tinha mandado de prisão em aberto pelos crimes de roubo e homicídio. Lucas estava foragido há mais de uma década e atuava na região do Vale do Rio Doce.

Ação integrada entre a PMMG, PMBA e Gaeco também levou à prisão de Jonathan Henrique de Assis Teixeira (Costela), no dia 9 de maio deste ano. Ele atuava na Região do Barreiro, em Belo Horizonte, e possuía mandados de prisão em aberto pelos crimes de homicídio e tráfico de drogas.

Atuação colaborativa

Segundo a promotora de Justiça Paula Ayres, coordenadora do Geaco, um dos fatores dos êxitos recentes do combate ao crime organizado em Minas Gerais é a atuação colaborativa entre os órgãos e instituições que compõem as forças de segurança estaduais:

Fonte: MPMG

Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo