Energisa arremata lote 12 no leilão de transmissão da Aneel

Com receita anual permitida de R$ 676 milhões em suas onze concessões atuais, transmissão ganha força no portfólio da empresa

A Energisa, maior grupo privado do setor elétrico com capital nacional, arrematou o lote 12 durante o Leilão de Transmissão 01/2022 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), realizado nesta quinta-feira (30/6) na B3.

O empreendimento localizado no Amazonas tem investimento previsto pela Aneel de R$ 209,7 milhões na construção de uma linha de transmissão de 13 quilômetros, em 48 meses, para atendimento na região metropolitana de Manaus. As onze concessões de linhas de transmissão que a empresa administra hoje somam R$ 676 milhões em Receita Anual Permitida (RAP). Com o arremate de hoje, RAP de R$ 17,6 milhões e deságio de 45,26% abaixo do valor de referência, o montante passará para R$ 693 milhões.

“O Grupo mantém seu compromisso na diversificação dos negócios no segmento de transmissão, com vistas a ser um ecossistema de serviços de energia preparada para a transição energética. Vamos melhorar a infraestrutura entregando mais capacidade e segurança na transmissão do Sistema Interligado Nacional (SIN) e mais retorno para nossos acionistas”, ressalta Gabriel Mussi, diretor-presidente de Geração e Transmissão de Energia. “Em transmissão, nossa estratégia é pautada em aquisição no mercado secundário de brownfield, aquisição de players do mercado e vitórias em leilões como o de hoje”, completa.

O prazo para operação comercial dos empreendimentos varia de 42 a 60 meses, para concessões por 30 anos, contados a partir da celebração dos contratos, previsto para o dia 30 de setembro. Atualmente a empresa conta em seu portfólio 3.212 quilômetros em linhas de transmissão, equivalente a distância entre as capitais do Brasil e do Equador. Parte dos ativos foram incorporados ao portfólio por meio de processos de aquisição de outras empresas, como a Gemini. Além disso, há projetos em construção nos estados de Tocantins, Amazonas e Amapá.

“Somos reconhecidos pela excelência na operação e manutenção de linhas de transmissão e subestações. Estamos levando essas características para todos os projetos, independentemente da fase ou da região em que estejam”, complementa Mussi.

Este é o nono lote de transmissão da Energisa adquirido desde 2017. No mês passado, a empresa concluiu o processo de aquisição da Gemini Energy que compreende três concessões de transmissão no Pará (LXTE), Pará/Amapá (LMTE) e Rio de Janeiro/São Paulo (LTTE), totalizando quase 1.500 quilômetros de linhas de transmissão e oito subestações, com capacidade instalada de 6.700 MVA, com 1.451 quilômetros de Linhas de transmissão e receita operacional anual de R$ 363 milhões. O valor da aquisição soma R$ 803 milhões.

A compra faz parte da estratégia da Energisa em diversificar seus negócios investindo em transmissão de energia, geração distribuída e centralizada, soluções energéticas e comercialização de energia no mercado livre.

Fonte: Energisa

Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo