Homem é sequestrado em Guarani e corpo encontrado em São João Nepomuceno



Cinco pessoas foram presas suspeitas de participação em um latrocínio (roubo seguido de morte). No dia 25 de dezembro, um homem foi sequestrado na cidade de Guarani e foi roubado, acabando sendo morto a tiro e o corpo jogado em rio de São João Nepomuceno.

Na manhã de segunda-feira (26), compareceu no quartel da Polícia Militar o sobrinho de Otaviano José de Souza (foto), 58 anos, relatando que seu tio esteve no Bar Estação 30 para buscar sua filha e instrumentos da banda da qual faz parte, sendo que, em determinado momento, dois indivíduos não identificados aproximaram-se dele e os três entraram em seu veículo Ford Eco Sport, tomando rumo ignorado. Otaviano era morador de Rodeiro e não apareceu em casa até o dia amanhecer, desta forma seu sobrinho procurou registrar o fato.

Dando início aos trabalhos, a PM compareceu no bar e ao verificar a gravação das câmeras de vídeo observou-se que dois indivíduos que estavam tomando cerveja próximos ao portão de saída, sendo que um deles trajava camisa preta, calça preta e outro indivíduo usava camisa preta com desenho nas costa, no peito e boné na cabeça. Um deles levantou-se e aproximou da vítima que estava próxima do seu carro em um posto de combustíveis, quando colocou uma das mãos na cintura mostrando algo para a vítima, não sendo possível visualizar qual seria tal objeto.




Em ato continuo, aproximou-se o outro indivíduo e os três entraram no veículo da vítima, efetuando uma manobra de marcha-ré, tomando sentido bairro Nova Guarani, não sendo visualizado mais. Os policiais, após as informações, conseguiram localizar R.S.S., 21 anos, e em seguida, através de fotos, as testemunhas confirmaram ser a mesma pessoa que estava nas gravações. Militares então deslocaram para Cia PM de São João Nepomuceno para encaminhar o autor para registro do fato, contudo foram levantadas informações dando conta da participação de outros cidadãos.

O autor relatou a PM que estava juntamente com o autor J.C.M.C., 24 anos, e quem os trouxe em Guarani em um veículo automóvel Volkswagen Gol, verde escuro, foram o autor A.M., 32 anos e H.H.V.A., 31 anos, deixando-os próximo da ponte do Centro, tendo A.M. e H.H.V.A. retornado para São João Nepomuceno

Estando J.C.M.C. estava armado e abordou a vítima. Posteriormente, eles deslocaram com o Ford Eco Sport para a cidade de São João Nepomuceno, quando R.S.S. saiu do veículo, tomando seu lugar H.H.V.A., estando a vitima ainda com vida. Em rastreamento, a PM localizou o autor A.M., este que também teve participação dando apoio logístico aos demais autores, mantendo contato próximo com o autor H.H.V.A.

Em continuidade ao rastreamento, foi localizado o autor H.H.V.A., o qual relatou que emprestou ao autor J.C.M.C. um revólver calibre 32, com uma munição intacta, quando se encontrava em São João Nepomuceno, novamente teve contato com o autor J.C.M.C., onde ficou como receptor de todo o material de som que se encontrava dentro do veículo automóvel da vítima.

Iniciou-se então rastreamento para localizar o quarto autor J.C.M.C. que segundo informações é detento e saiu da prisão por força de indulto natalino, porém este inicialmente não foi localizado. O autor L.C.M.B., 48 anos, é taxista e estava favorecendo a fuga do autor H.H.V.A.

Durante levantamentos, foi localizado o corpo da vítima já sem vida na localidade de Araci, distrito de São João Nepomuceno, sendo acionada a Perícia Técnica. Após os trabalhos de praxe, o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Juiz de Fora.

Na manhã dessa terça-feira (27), após denúncia anônima, a PM compareceu no Terminal Rodoviária de Ubá e logrou êxito em localizar o autor J.C.M.C. embarcando para a cidade de Rio de Janeiro. O veículo da vítima foi localizado próximo a uma ponte na localidade de Miragaia, na zona rural de Ubá.

Todos os envolvidos foram presos e conduzidos a Delegacia de Polícia. Posteriormente, foram levados para o Presídio de Ubá.

Fonte: Guia Muriaé

Últimas notícias em vídeo



Um comentário para “Homem é sequestrado em Guarani e corpo encontrado em São João Nepomuceno”

  1. vanderlei do arzino gato says:

    já pensaram se nossa justiça fosse realmente justa, o que não é, o infeliz mata um tatu para alimentar a família , se for pego com o bicho pega 5 anos de cadeia sem direito a fiança, uma praga dessa que matou um ser humano esta solto e matando.Esse é o brasil de ministro com altos salários ,para nada defender o povo que é bom nada.

Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.