Idoso morre e médico é preso suspeito de negar atendimento

Um idoso de 72 anos morreu após lhe ser negado atendimento médico. O caso aconteceu na madrugada dessa quarta-feira (23), em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Osvaldo Xavier dos Santos foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que foi acionada após ele apresentar um quadro de insuficiência respiratória.

A ambulância levou o idoso para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Ressaca, onde ele passou pelo setor de triagem, que identificou sua situação com grave, contudo o médico plantonista não quis atendê-lo, alegando que o local estava cheio e não havia leitos disponíveis.

O estado de saúde de Osvaldo piorou e ele chegou a passar por uma reanimação cardiopulmonar. Uma vaga chegou a ser liberada em um hospital em Contagem, mas ele morreu antes de chegar ao local.

A Polícia Militar foi acionada e questionou o médico sobre os fatos. Ele alegou que ao assumiu o plantão constatou que não havia mais vagas na sala de urgência para receber pacientes. Ele afirmou que avisou ao Corpo de Bombeiros e ao SAMU que a unidade não poderia receber pacientes em estado grave.

O médico disse que quando a equipe do SAMU chegou ele informou que não seria possível internar o idoso e orientou aos enfermeiros que o paciente fosse levado para outra unidade hospitalar.

O médico acabou sendo preso e levado a Delegacia de Polícia. Após prestar depoimento, ele foi autuado por homicídio por omissão e conduzido a Penitenciária Nelson Hungria, onde permanece preso em uma cela especial, devido ao curso superior.

Assista a reportagem da TV Record:

Fonte: Guia Muriaé


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo